Comentários de clientes afetam 6 em cada 10 compradores online, diz pesquisa

| 02/09/2011 - 08:29 AM | Comentários (0)

Cerca de 56% dos compradores online afirmam que avaliações de produtos personalizadas feitas por consumidores tem um impacto significante ou bom em seu comportamento de compras, de acordo com estudo “The 2011 Social Shopping Study” realizado pelo e-tailing group e PowerReviews.

A segunda ferramenta de comunidade/social a afetar os consumidores online foi a Q&A, que impactou de maneira boa ou significativa 42% dos entrevistados, bastante acima das revisões de produtos dos consumidores, que obtiveram 29%. Comunidades de fórum atingem desta forma 26% dos entrevistados, enquanto vídeos e páginas de fãs do Facebook afetam 15% ou menos dos compradores da web.

Analisando para o uso da ferramenta Google Shopping sobre consumidores online, o estudo mostra que 31% deles sempre utilizam recursos do Google Shopping para comparar preços e ler revisões de produtos. Em ambos os casos as percentagem dos clientes que utilizam o site muitas vezes é quase o dobro das do que o usam sempre. Cerca de 29% afirmaram nunca usar o Google Shopping para alguma destas atividades.

Enquanto isso, um combinado de apenas 22% dos consumidores online usa sempre ou bastante o Google Shopping para localizar negócios locais de produtos que desejem comprar. A porcentagem de usuários que nunca utilizam o site para estes propósitos é maior, atingindo 31% dos entrevistados.

Cerca de 58% dos consumidores online procuram avaliações e opiniões de usuários quando visitam o Amazon.com. Isto torna o Amazon.com o líder inquestionável no uso de tais ferramentas por parte dos consumidores entre as sete entidades online abrangidas pelo estudo. A categoria de sites de varejistas como um todo ficou na segunda colocação no estudo, com 45% dos clientes procurando por avaliações e opiniões em sites da categoria.

A busca por opiniões e avaliações pelos consumidores online em sites de ferramentas de busca ocorrem em uma taxa similar aos dos de varejo (41%). Já em sites de redes sociais, a procura por estas informações é bem menor, atingindo 11% dos entrevistados

48% dos compradores online afirmam que opiniões e avaliações têm importância crítica ou muito grande para as suas pesquisas de produtos em sites de varejo. Q&A ficou em um distante segundo lugar com 31%, seguido por uso da ferramenta “like”(23%), uso do “like” por pessoas conhecidas (22%) e fóruns de comunidades (18%).

A pesquisa online por produtos ocupa uma parte substancial do tempo que os consumidores gastam com compras. De acordo com dados de outro estudo, 50% dos consumidores gastam 75% ou mais de seu tempo total de compras conduzindo pesquisas online por produtos, com 15% gastando 90% ou mais deste tempo.

Em 2010, apenas 21% dos consumidores online usaram mais de 75% do seu tempo de compras pesquisando produtos na internet, o que significa que este percentual mais do que dobrou em um ano. Entretanto, a porcentagem dos que gastavam entre 50-74% de seu tempo com esta atividade manteve-se constante com 29%, assim como aqueles que gastam entre 1-14% de seu tempo de compras pesquisando online, que ficaram em 8%.

Tags: , , , ,

Categoria: Pesquisas

Sobre E-Commerce News: Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo. Ver mais artigos deste autor.

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.