5 erros de estratégia que afetam a taxa de conversão do e-commerce

Você não irá aumentar a taxa de conversão do seu e-commerce com sugestões instintivas. É preciso analisar dados, criar hipóteses, testar diversos cenários para só então saber o que realmente está convertendo.

O mais comum é ver e-commerces modificando suas estratégias para aumentar a taxa de conversão sem um critério e objetivos bem definidos. Nestas tentativas, muitos erros podem ser percebidos. Veja dez deles aqui!

  1. Usar imagens de pessoas pode diminuir sua taxa de conversão

A internet é um mar de pessoas posando com roupas, olhares e intenções diferentes para vender produtos diversos. O pensamento comum é que é preciso ter uma imagem atraente para agarrar a atenção do visitante, não é? Bom, para os opt-ins isso pode estar dando errado.

Em um teste da Journelle, site de roupas femininas, o opt-in sem imagem teve uma taxa de conversão 10% maior. Isso porque, ao visualizar a imagem de uma mulher vestindo uma das peças de roupas, a atenção era desviada da oferta para o imaginário: quem é a mulher? Esta pose está meio estranha, não gosto do cabelo dela, etc.

  1. Dois passos podem ser melhores do que um

O senso comum nos diz que um opt-in em um passo é melhor do que em dois. Se a conversão para uma pergunta já é tão baixa, imagine para duas? Mas o que mostra a pesquisa de Robert Cialdini, autor do livro “Psicologia da Persuasão” é que, depois do primeiro comprometimento, o segundo tem chances muito maiores de acontecer.

Se você fizer isso da forma correta, pode ver um aumento significativo nas taxas de conversão. Insira opt-ins de dois passos, no primeiro fazendo uma pergunta que já irá encaminhar para a resposta positiva do segundo, com nome e e-mail. Por exemplo:

1º passo:
Não adianta nada prometer muito se não aumentar meu faturamento.

Botões: “Concordo!” ou “Não concordo.”

2º passo:

Smarthint
olist
Performa.AI

Veja aqui o guia completo de estratégias para aumentar seu faturamento com ações práticas!

Formulário para preencher nome e e-mail.
Botão:
Agora vai!

  1. Elimine distrações nos elementos da página

Considere que 60 a 70% dos adultos no Brasil tem indícios de déficit de atenção. Isso significa que qualquer brilho, cor diferente, imagem poluída ou elemento desnecessário em sua página pode desviar a atenção do produto e da compra.

Utilize isso ao seu favor. Retire distrações sem propósito de suas páginas do e-commerce e insira elementos que irão chamar a atenção para pontos específicos, como o botão de adicionar ao carrinho, benefícios ou o valor do produto.

  1. Quando a esmola é demais o santo desconfia

Não subestime seus consumidores. Em um teste realizado pela Homeclick, foi percebido que a oferta de 25% de desconto teve resultados melhores que a oferta de 57% de desconto. Parece não fazer sentido, mas faz.

Os consumidores, especialmente o brasileiro, desconfiam muito de lojas que oferecem promoções muito grandes nos produtos. Isso já vem de um histórico de ofertas falsas, em que os preços dobram para só depois surgir a oferta de 50%. Tome cuidado com o que irá ofertar e escolha a forma certa de fazer. Utilizar valores reais ao invés de porcentagens pode ser uma boa saída!

  1. Use provas sociais da forma certa

Foi constatado pela Search Engine Land que 88% dos consumidores confiam em reviews online tanto quanto em recomendações pessoais. Você pode escrever 5 páginas sobre como o seu produto é bom e possui diversas vantagens, mas um simples depoimento de uma pessoa real avaliando seu produto vale mais do que mil palavras para o seu visitante.

Entre em contato com seus consumidores atuais mais fiéis e veja se eles podem dar um depoimento para seus principais produtos. Insira em suas páginas de produto destacando o depoimento do todo e veja qual será o impacto.

Por fim, mantenha uma mensagem consistente, teste sempre para ver o que funciona para seu nicho e seu e-commerce, entre na mente do seu visitante e utilize a linguagem dele para todos os elementos, especialmente calls-to action. Aumentar a taxa de conversão do e-commerce pode ser mais fácil do que parece.

Rodrigo Martucci
Rodrigo Martucci é CEO da Nação Digital, uma das principais agências de inbound commerce do Brasil. Experiência no mercado americano trabalhando com empresas de grande porte.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
E-Goi
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
Trezo
E-Commerce Logística
World Pay
Socialrocket
E-completo
Precode
IHouse Web
Smarthint
JET e-business
Ciclo
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.