Black Friday 2018: prepare o seu e-commerce para vender mais

A data da Black Friday 2018 já está marcada: 23 de novembro.

Estabelecida no calendário nacional como um dos períodos mais importantes para o varejo, a data representa uma excelente oportunidade de vendas para o e-commerce.

Porém, para que sua loja consiga aproveitar o evento de forma adequada, é importante preparar-se com antecedência. Para ajudá-lo, selecionamos para este post algumas dicas sobre como o e-commerce deve se organizar para o período. Acompanhe!

Por que investir na Black Friday?

Antes das ações práticas, vamos mostrar porque é imprescindível investir em ações para a Black Friday. Primeiro, é importante ter em mente que os consumidores brasileiros já se programam para a data.

Principalmente no caso de itens de ticket médio mais elevado, é comum que as pessoas adiem as compras, aguardando as ofertas que costumam aparecer no período.

Esse interesse das pessoas significa que, invariavelmente, haverá nesse período aumento no tráfego da internet. Como o varejo online também investe forte no evento, é fácil concluir que crescem as chances de a sua loja conseguir ampliar sua base de clientes, alcançando um público diferente do usual.

Essa movimentação em torno da Black Friday tem refletido positivamente nos números do segmento de e-commerce. Para se ter ideia, vejamos os dados de 2017:

– O volume de vendas chegou a R$ 2,4 bilhões, o que representou um crescimento de 16% em relação aos volumes registrados em 2016.

– Estudo realizado pela Social Miner detectou uma mudança importante: em 2017 tivemos mais clientes novos fazendo compras na Black Friday (53%) do que recorrentes (47%). Essa é uma informação relevante, uma vez que comprova o aumento do interesse dos brasileiros pela data.

– As pesquisas mostram que a conversão das lojas é maior (o acréscimo chega a 46%) no dia D do evento, confirmando a história de que as pessoas se programam para realizar suas compras nessa época.

Se ainda tem dúvidas a respeito da necessidade de preparar a sua loja, preste atenção nesse outro dado: a despeito das dificuldades enfrentadas pelo país em 2018, os resultados do e-commerce foram positivos no primeiro semestre deste ano.

Os dados da E-bit/Nielsen indicam que o setor alcançou um faturamento de R$ 23,6 bilhões, um aumento de 12, 1% quando comparamos com os volumes registrados no mesmo período de 2017.

No caso do volume de pedidos, a expansão foi de 8% e, com isso, ultrapassamos a marca dos 54,4 milhões.

Como a Back Friday costuma turbinar os resultados do e-commerce, faz todo o sentido imaginar que a data baterá novos recordes no Brasil, beneficiando quem se organizar com antecedência.

Como preparar a sua loja para vender mais na Black Friday?

Entendida a importância da data, vale o alerta: a concorrência também está atenta à essa movimentação, então, é fundamental que você consiga sair na frente, organizar a sua operação. Vamos ver algumas questões práticas:

Planeje-se!

Pode parecer óbvio, mas muitas empresas perdem negócios no período da Black Friday porque não se planejam. É importante pensar com antecedência numa estratégia que possa tornar a sua loja mais atrativa.

Avalie com atenção o seu estoque de produtos e veja quais itens devem ser mais bem trabalhado. Não se engane, o consumidor nessa época está sim atrás de promoções. Pense nisso: o que você pode fazer para oferecer condições de preço mais adequadas no período?

Como ainda temos algum tempo até o evento, quem sai na frente consegue negociações mais vantajosas do ponto de vista financeiro. E isso vale tanto para os seus fornecedores, como para os parceiros das áreas financeira e de logística.

Outra questão que precisa ser considerada diz respeito à parte operacional. Será que a sua plataforma de e-commerce está preparada para suportar um volume maior de tráfego? Ela dispõe das ferramentas necessárias para realizar promoções?

Smarthint
olist
Performa.AI

Nesse sentido, não deixe de planejar, também, as ações de comunicação. Se vai organizar a sua casa para receber os visitantes, é imprescindível que todos recebam o convite, correto? Trazemos algumas dicas sobre o assunto no próximo tópico. Confira!

Cuide da comunicação

Nos dias que antecedem a Black Friday, o seu e-commerce deve ter ações que ajudem a atrair a atenção do público. Se organizou ofertas especiais, procure promovê-las, usando todos os canais disponíveis.

Porém, no dia 23 de novembro, data da Black Friday, a estratégia deve ser diferente: deslingue os plug-ins sociais, uma vez que isso vai deixar o tempo de carregamento da sua página mais rápido. Lembre-se de que a meta é aumentar o seu índice de conversão.

Para que esse trabalho seja mais efetivo, não se esqueça que precisa de uma vitrine vendedora. Portanto, prepare banners e invista bastante na divulgação das suas “iscas”. Fique atento: use expressões que comprovadamente funcionam para seduzir os clientes, como “só hoje”, “ainda dá tempo”, “última chance” etc.

Garanta a melhor experiência para o seu cliente

Assim como acontece com outras datas comemorativas, na Black Friday temos que aproveitar a oportunidade de ter contato com um público diferente para trabalhar a reputação do nosso negócio.

Pensando nisso, certifique-se de que o ambiente oferecido ao cliente é o melhor possível. Como se multiplicam o número de ofertas que aparecem na internet, é preciso garantir que a sua loja passe a segurança necessária para o consumidor.

Para começar, estabeleça políticas claras para as suas vendas. Quanto mais informações o usuário encontrar, mais confiança ele terá para realizar as compras.

Não abra mão, também, das inúmeras ferramentas que ajudam a tornar a loja mais segura. Sistemas antifraude e checkout transparente são funcionalidades importantes para o dia a dia do e-commerce e, num período de maior concorrência, podem fazer a diferença nos resultados vendas.

Se o objetivo é facilitar a vida do cliente, é crucial ainda contar com uma plataforma que ofereça soluções que agilizam o processo de fechamento da venda, como o checkout sem senha e auxílio visual para preenchimento dos dados do cartão, com exibição dos campos em etapas.

Outro aspecto fundamental, considerando o comportamento atual do público, é a integração com marketplaces. Eles costumam ter bastante movimento nesse período, o que significa que sua loja pode ser beneficiada caso consiga atender à demanda do cliente também nesse canal.

Monitore os seus resultados

Não se descuide da análise das interações feitas pelos seus clientes. O aumento das suas vendas na Black Friday depende também do atendimento prestado ao consumidor. Além disso, apesar da importância da data para converter mais negócios, as informações coletadas no período podem ajudar em suas estratégias futuras.

Como garantir o aumento das suas vendas?

Aumentar as vendas no período da Black Friday é o objetivo principal não apenas do e-commerce, como do varejo de uma forma geral. Compreensível, uma vez que não podemos deixar de aproveitar um situação na qual as pessoas estão mais propensas à compra.

Para garantir que os seus clientes sejam bem-sucedidos nessa missão, a JET e-business está fazendo a sua parte. As equipes de TI já estão trabalhando para assegurar a estabilidade da plataforma e garantir o desempenho positivo das lojas.

Em 2018 a sala de guerra montada para o período do evento deve contar com 30 profissionais atuando no esquema 24 por 7 desde a quinta-feira, 22 de novembro, até o final da tarde de sábado.

Além de triplicar a infraestrutura da plataforma, a JET quadriplicou a base de servidores e está realizando diversos testes de desempenho, de stress e de segurança.

Essa preocupação com a data tem razão de ser: em 2017 os clientes da JET tiveram um crescimento médio acima de 60% nas conversões e um aumento de 40% no volume transacionado.

Os bons resultados foram comemorados, afinal, demonstram que os esforços para a Black Friday foram bem-sucedidos, ajudando os clientes a atender à demanda.

Gustavo Chapchap
Trabalha com Comunicação há mais de 10 anos. Redigiu o projeto que originou o Dia do Profissional Digital #404DigitalDay aprovado no plenário da Câmara Municipal da Cidade de São Paulo em 2014. Colaborou com o lançamento do Guia de e-Commerce ABRADi-SP Sebrae-SP escrevendo o capítulo de plataformas, atua como Marketing Director na JET e-business.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
E-Goi
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
Trezo
E-Commerce Logística
World Pay
Socialrocket
E-completo
Precode
IHouse Web
Smarthint
JET e-business
Ciclo
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.