Clubes de assinatura, o mercado de R$1 bilhão

Em conjunto com a disseminação do modelo de e-commerce no Brasil no final da primeira década de 2000, os clubes de assinatura com base na recorrência de compra e pagamento começaram a se popularizar no mercado. No entanto, muitas operações de assinatura fecharam as portas logo após o boom inicial por não conseguirem manter a sustentabilidade do negócio em um meio tão competitivo. Mas, há quem tenha aproveitado a oportunidade para construir uma estratégia compatível com os anseios do seu público e, consequentemente, obteve grandes resultados — o que contribuiu para que esse modelo de serviço voltasse com força total.

Atualmente, estima-se que o mercado de clubes de assinatura movimente R$1 bilhão ao ano no país. Em um momento no qual o comércio eletrônico segue em ascendência, esse índice mostra-se uma excelente chance de alcançar novos públicos a partir de uma experiência personalizada e diferenciada. Já para aqueles com uma operação ativa de e-commerce, a notícia transforma-se em uma chance de ouro. Ou seja, as possibilidades são inúmeras. Basta saber explorá-las.

Performa.AI

Quando se trata de clubes de assinaturas, o primeiro passo a ser feito é negociar com fornecedores e parceiros logísticos. Afinal, é fundamental garantir que haverá estoque disponível não só para atender à rotina atual do negócio, como dos produtos selecionados para os pacotes de subscrição. Uma dica é buscar itens diferenciados para surpreender seus clientes mês a mês — o que pode exigir a procura por fornecedores adicionais. Além disso, a entrega dentro do prazo esperado é um fator determinante para a satisfação dos inscritos. Dessa maneira, pode ser necessário firmar parcerias com novas transportadoras e até mesmo planejar uma estratégia logística diferente para esse tipo de pedido.

Em segundo lugar, é necessário refletir sobre uma comunicação personalizada com o cliente para tornar a opção de um clube de assinatura mais atrativa e formar a primeira base de inscritos. Uma dica é oferecer benefícios como descontos especiais para assinantes, redução no valor do frete, entregas mais rápidas e brindes exclusivos.

Por fim, um dos diferenciais de um e-commerce que trabalha com esse modelo de negócio é a tecnologia especializada. Nesse caso, é importante verificar se sua plataforma virtual atual disponibiliza a alternativa de recorrência de compras. O ideal é que essa seja uma opção nativa ao sistema utilizado, possibilitando que você teste o modelo de negócios sem precisar fazer grandes investimentos adicionais na contratação de novos serviços e pacotes adicionais. Esse é, inclusive, um fator que deve ser levado em consideração já na escolha de qual plataforma usar em sua loja virtual, mesmo que você não tenha pretensão inicial de trabalhar com assinaturas. As chances são inúmeras, que tal arriscar?

Avatar
Tiago Girelli é diretor da divisão corporativa da Tray, unidade de e-commerce da Locaweb.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1 Commerce
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.