É possível abrir um negócio com pouco dinheiro – Veja dicas

Quando o assunto é começar a empreender, a primeira dúvida que surge é: quanto de dinheiro será necessário? Aliás, muitas vezes as pessoas apresentam uma dúvida em comum: é possível abrir um negócio com pouco dinheiro? A resposta é: sim.

Não ter o capital inicial necessário para colocar o negócio em funcionamento não é razão para não empreender. Você tem uma boa ideia, identificou uma boa oportunidade para colocar a empresa no mercado? Então, esse é até então o seu ‘principal recurso’. É possível abrir um negócio com pouco dinheiro, saiba como.

De acordo com o estudo de 2017 da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) foi mostrado que 36 em cada 100 brasileiros são empreendedores. Já segundo a pesquisa Amway Global Entrepreneurship Report (AGER), foi mostrado que 84% das pessoas se mostraram aptas ao empreendedorismo e 59% se imaginam abrindo a própria empresa.

Ideias de negócio com pouco dinheiro – Saiba mais

A primeira alternativa quando se fala em abrir um negócio com pouco dinheiro é que o MEI seja adotado como regime tributário, muitas pessoas optam por ingressar no mercado no modelo home office. Se a ideia de negócio demanda apenas a internet, é possível improvisar um espaço dentro da própria casa, os custos nesse caso, serão apenas com internet e energia.

Mas você deseja abrir um negócio e a ideia não é que seja home office? Nesse caso, também existem alternativas. Uma boa maneira de começar é procurar pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Lá, é possível que o empreendedor tenha todas as informações necessárias para começar o seu negócio.

Existe um programa bem interessante, trata-se do Começar Bem, que é indicado para aqueles empreendedores que estão com a ideia do negócio apenas no papel, mas desejam colocá-lo no mercado.

Há algumas alternativas para as pessoas que desejam abrir um negócio com pouco dinheiro. Listo abaixo algumas que podem dar muito certo.

Smarthint
Performa.AI

Revenda – Muitas pessoas começam a empreender com base na revenda de itens. Um bom exemplo é o da loja de roupas Nasty Gal, da empresária Sophia Amoruso, que teve sua história contada na série da Netflix, Girl Boss. Sophia garimpava roupas em brechós e as revendia por um valor muito mais alto, considerando o valor da marca e o fato de ser uma ‘peça exclusiva’.

Planejador de viagens – Esse é um ramo que pode dar muito certo. Muitas pessoas não encontram tempo para fazer comparação de preços de hospedagens, de passagens, ou, de escolher os bons e mais econômicos restaurantes e lojas com bom preço. Se a pessoa tem uma boa experiência com viagens, é organizada e fala mais de um idioma, esse é um mercado em que pode entrar com boa estimativa de sucesso.

Massagista – As pessoas vivendo em ritmo frenético estão cada vez mais estressadas, a busca por relaxamento tem sido cada vez maior. Há muitos cursos gratuitos ou de baixo valor de investimento, como é o caso dos oferecidos pelo Senac. No início, a pessoa pode fazer massagens em domicílio, mas com o tempo e planejamento, pode pensar em abrir um espaço próprio.

Mercado de pets – Pessoas que gostam de animais podem investir em inúmeras modalidades dentro do mercado de pets. Quer alguns exemplos? Passeios com cães, adestramento ou até mesmo um pet shop.

Food Truck – Exige um investimento maior por conta da ‘van’ apropriada, mas muitas pessoas começam improvisando seja com carro comum ou até mesmo bicicleta. O mercado da alimentação é um dos mais rentáveis e muitas pessoas dão muito certo com esse modelo de negócio.

Já em casos da abertura de pequenas ou médias empresas, é possível que o empreendedor consiga captar investimento por meio de parcerias ou buscando recursos como é o caso da FAPESP – Fundação do Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, que conta com a linha de pesquisa PIPE, uma pesquisa inovativa na pequena empresa. Essa é uma opção para empreendedores que desejam desenvolver protótipos de inovação tecnológica.

Aqueles que têm uma boa ideia, mas não sabem como começar, também podem contar com os serviços de uma consultoria empresarial e financeira, que poderá ajudar a viabilizar a ideia de negócio para a realidade do mercado.

Agora você já sabe, é possível abrir um negócio com pouco dinheiro. O mais importante investimento inicial é a crença no potencial do negócio. Você dispõe desse recurso? Então o passo inicial já foi dado.

Avatar
Adriano Nodari é Fundador e consultor sênior da Nodari Consultoria, desde 2005. Trabalhou como gestor em indústrias de automação bancária e ergonômica. É especialista em Planejamento Financeiro e Gestão Estratégica de Negócio. Possui MBA em Finanças pelo IBMEC; Pós Graduando em Marketing pela USP; Engenheiro de Produção Mecânica pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI); Personal & Professional Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching; Consultor em Gestão de Conflitos na metodologia SDI, certificado pela Personal Strenghts; BSC – Balanced Scorecard e Gestão por Competência pela FGV; Consultoria Empresarial pela FIA.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.