Os passos para garantir a segurança do seu e-commerce

Quando se trata de presença na internet, seja por meio de blogs ou sites, segurança é um item fundamental. Mas para quem tem uma loja virtual, preservar dados é ainda mais indispensável. Isso porque é necessário garantir o cuidado com as informações confidenciais dos clientes.

Segurança no e-commerce faz parte do compromisso com o cliente. O lojista precisa garantir o sigilo dos dados dos consumidores por meio de algumas precauções. Por isso, vale lembrar quais devem ser alguns desses cuidados básicos.

1. Mantenha os softwares atualizados

Essa preocupação simples muitas vezes é deixada para depois, na correria do dia a dia.

Porém as atualizações são muito importantes para a estabilidade de seu e-commerce, geralmente feitas por 3 motivos: correção de bugs, melhorias de desempenho e, principalmente, correção de falhas de segurança. Cheque se há atualizações em seus plugins e plataformas como o WordPress, por exemplo, ou qualquer sistema relacionado ao funcionamento do seu site.

2. Use senhas seguras e atualize-as frequentemente

Elabore uma combinação segura para a área administrativa do seu site, usando números, letras e caracteres especiais. Algumas ferramentas podem ajudar nesse quesito, como o gerador de senhas HostGator, que sugere uma sequência aleatória de caracteres. Busque usar senhas diferentes para acessar o site, o painel de hospedagem e outros logins, e atualize sempre as combinações. Também é importante verificar se as pessoas da equipe têm esse cuidado.

3. Faça backup regularmente

Fazer backup é a garantia de que todo o seu trabalho não será perdido. A prática é especialmente importante para quem tem e-commerce. Um sistema de Backup Online pode ajudar nesse quesito, oferecendo um banco de dados automático e restaurando os dados com alguns cliques.

Smarthint
Performa.AI

4. Invista em um bom antivírus para seu computador local e para seu e-commerce

Segundo relatório de uma empresa de segurança, só em 2017, 24 milhões de computadores foram infectados por vírus no Brasil. Esses códigos maliciosos se infiltram nos equipamentos para causar danos ou roubar informações e senhas. Um site de compras infectado pode acabar justamente disseminando esses malwares e enviando spam, o que causa prejuízos para a reputação do e-commerce e atrapalha até no ranqueamento do site no Google. Para evitar que isso aconteça, é preciso instalar programas anti-malwares, como o SiteLock, que detectam esses arquivos maliciosos e ajudam a eliminá-los.

5. Crie políticas de acesso ao site.

Quanto mais pessoas acessam o site com níveis de administrador, mais suscetível a ataques, pois infelizmente grande parte das invasões vem de roubo de senhas através de computadores infectados ou ataques de engenharia social . Por isso, pensando na segurança, é necessário restringir o acesso ao e-commerce, levando em conta também que nem todas as pessoas que atualizam o portal precisam ter o mesmo nível de acesso.

6. Instale um certificado SSL

SSL é a abreviação de Secure Socket Layer, que descreve o mecanismo de criptografia voltado para a segurança de dados compartilhados na web. O SSL é o nível mais básico de segurança de um site. Por isso, para o e-commerce, o certificado SSL é fundamental. Ter o SSL faz com que seu site mostre um cadeado verde na barra do navegador, informando aos visitantes que o site possui uma criptografia para transmissão de dados, evitando assim que os mesmos sejam interceptados por terceiros.

7. Proteja contra as vulnerabilidades

Existem vários tipos de ataques de hackers, que se aproveitam das vulnerabilidades dos sistemas de segurança. Entre os ataques mais comuns estão o XSS, brechas no código que podem facilitar a invasão, e SQL Injection, vulnerabilidade que dá acesso a informações importantes do banco de dados. Para proteger também nesse quesito você pode utilizar um WAF, sigla de Web Application Firewall, um sistema de segurança que impede que vulnerabilidades conhecidas sejam exploradas por invasores, evitando assim que o site seja comprometido através daquela falha, o Sitelock também possui esse mecanismo.

Claro que há inúmeros outros recursos para investir na proteção do seu comércio eletrônico. Mas com essas precauções básicas já é possível trazer uma segurança para sua loja virtual ter uma trajetória de sucesso.

Avatar
André Olivato é analista de Suporte Linux da HostGator, um dos principais provedores de hospedagem de sites e outros serviços relacionados à presença online do mundo. Fundada em outubro de 2002 nos Estados Unidos, a empresa conta, há dez anos, com um escritório no Brasil, localizado em Florianópolis. Representada pela Endurance International Group, a HostGator tem forte atuação em países como Brasil, Estados Unidos, México, Índia, China, Rússia, entre outros.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.