Vídeo business é a grande tendência para ganhar dinheiro em 2017

| 01/02/2017 - 15:15 PM | Comentários (0)

Nada melhor do que começar 2017 fazendo um rápido balanço do ano que se foi. Não é novidade que os hábitos de consumo mudaram bastante e cada vez mais as pessoas têm consumido conteúdo em vídeo na internet. Os canais de TV já entenderam a força desse movimento e começaram a migrar seus conteúdos também para plataformas digitais. É comum encontrarmos diversos canais pagos – e agora até canais abertos – que oferecem conteúdo exclusivo ou replicam aquele distribuído pela TV em plataformas online. Temos grandes exemplo disso como, o Globo Play da TV Globo, HBOGO, R7 Play, entre outros.

Segundo a consultoria Market & Markets, o setor de vídeo por demanda (VOD) poderá valer US$ 61,4 bilhões em 2019, o que é um número representativo em um mercado extremamente promissor. Mas, muito além dos olhares apenas dos grupos de mídia, o setor tem atraído, também, os investimentos de produtores, empreendedores digitais e empresas que apostam em conteúdo de nicho como principal produto.

Quando falamos em Netflix de Nicho, pensamos em uma plataforma com o mesmo formato da gigante americana Netflix, que oferece vídeos via streaming e mediante a uma assinatura, mas com um conteúdo segmentado em função do seu público-alvo. Hoje, o Netflix, por exemplo, já possui mais assinantes do que as duas maiores TV’s a cabo dos EUA – no Brasil, são 6 mi de assinantes. O que podemos perceber com todo esse crescimento do conteúdo de nicho é que os usuários não querem ter 200 canais disponíveis, eles querem pagar e assistir somente aquilo que realmente interessa.

Um ponto interessante é que algumas empresas já começaram a investir pesado nessa estratégia, como é o caso da Igreja Universal, que criou o UNIVER, um canal que distribui vídeos cristãos para um público que busca por esse tipo de conteúdo. Outro exemplo é a Toon4Kids, empresa focada em histórias infantis, que criou um canal de vídeos para compartilhar com as mães e as crianças, histórias, músicas e desenhos educativos. Segundo uma pesquisa da Accenture, o Brasil é o segundo país do mundo com o maior número de visualizações em plataformas de vídeos, com mais de 11 bilhões de views mensais e cerca de 96% de usuários na web que consomem conteúdo em vídeo.

Hoje, sabemos que a audiência está cada vez mais seletiva em relação ao conteúdo que as pessoas vão consumir. A maioria dos jovens entre 18 a 34 anos, por exemplo, gastam apenas 18% do seu tempo assistindo televisão aberta e a cabo. A dominância agora passou para os dispositivos digitais, que retém cerca de 61% da atenção desses jovens. Isso se deve ao fato de que, no ambiente digital, consumir o conteúdo que você acha mais relevante é muito mais simples.

Quando um produtor, empreendedor digital ou empresa entra no mercado de distribuição de conteúdo via streaming e cria o seu próprio serviço on demand, ela garante que irá trabalhar três pontos fundamentais: definição do seu público, capilaridade da entrega do seu conteúdo e modelo de negócios, que é a rentabilização do conteúdo Premium, curado e segmentado que está sendo oferecido para seus usuários. Esses passos garantem um ganha a ganha, pois, a pessoa divulga um conteúdo de qualidade, segmentado para uma audiência específica e ainda gera receita por meio de uma assinatura realizada pelo público (valor recorrente).

Esse é o momento ideal para construir um negócio baseado em vídeos. Para isso, é preciso pensar em alguns pilares como por exemplo – conteúdo relevante, raro e de qualidade; uma plataforma de vídeo para gerir todo esse conteúdo, com um ambiente personalizado e soluções de pagamento seguras e integradas; além de apostar em estratégias de marketing digital, redes sociais, inbound, entre outras para que seu conteúdo viralize.

Para finalizar, posso dizer que os vídeos business são a grande tendência de mídia para os próximos anos. O mercado está aquecido e aqueles profissionais que souberem investir nesse segmento, ser criativos e proporcionar conteúdo de alta qualidade para seus clientes, têm grandes possibilidades de dar um upgrade no seu negócio. Nesse momento, criadores de conteúdo digital já estão ganhando muito dinheiro na internet. Você não precisa depender de views ou de anúncios para ter sucesso nesse meio. Comece a ganhar dinheiro agora com o seu canal de vídeos por assinatura. Está esperando o quê para investir nesse segmento?

Tags: , , ,

Categoria: Dicas

Gustavo Caetano

Sobre Gustavo Caetano: Gustavo Caetano é CEO da Samba Tech, que ajuda centenas de empresas a se comunicar melhor com sua audiência por meio de vídeos online. Suas soluções de Educação a Distância, Comunicação Corporativa Transmissão ao Vivo e TV na Internet cuidam de ponta a ponta, desde o momento que o vídeo sai da câmera até ele ser distribuído para qualquer aparelho conectado à internet. Através da tecnologia de streaming, a empresa leva o conteúdo de seus clientes a milhares de pessoas, tornando mais democrático o acesso a uma mensagem de qualidade. Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
Vtex
Mailbiz
LojaMestre
Braspag
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Trezo
Softvar
Qwintry
SoS Loja Virtual
 

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.