Gartner indica cinco prioridades para as empresas escolherem seus fornecedores de Computação em Nuvem

Para muitas empresas, selecionar um fornecedor de Nuvem adequado para a hospedagem de infraestrutura, aplicações e dados pode ser um processo complicado. Afinal de contas, não há dois fornecedores de Nuvem iguais e a falta de uma estrutura para avaliação faz com que definir o fornecedor correto seja um desafio real para executivos e líderes de Infraestrutura e Operações (I&O).

“Escolher e gerenciar ofertas de Nuvem é uma habilidade essencial para os líderes de I&O, dado o papel central da Computação em Nuvem nas iniciativas da próxima geração, como negócios digitais, Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial”, diz Elias Khnaser, Diretor de Pesquisa Sênior do Gartner Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas. “Avaliar esse cenário é uma questão imprescindível. Ainda mais porque, em alguns anos, essas companhias não vão querer olhar para trás com pesar, uma vez que as escolhas definidas agora podem ter um impacto duradouro também no futuro”.

Para que as empresas tenham sucesso na definição de seus futuros fornecedores de serviços em Nuvem, o Gartner indica que os executivos de tecnologia e de I&O sigam cinco prioridades na hora de realizar a seleção, compra e implantação de ofertas de Nuvem:

Prioridade 1: pesquisar os recursos e características das principais ofertas dos fornecedores de Nuvem – Ao selecionar um fornecedor de Cloud, as empresas devem considerar como a arquitetura técnica dos fornecedores se integrarão aos fluxos internos de trabalho, avaliando os efeitos imediatos e no futuro. É preciso que as companhias se lembrem de que as arquiteturas técnicas das principais plataformas de Nuvem são grandes, complexas e geralmente difíceis de entender. Além disso, os detalhes técnicos das ofertas desses fornecedores geralmente são modelos com restrições de uso.

“Apesar desses desafios, é importante determinar os principais componentes das arquiteturas disponíveis, avaliando como esses recursos atendem as operações das companhias e de que maneira as características gerais desses fornecedores afetam a performance da solução no geral. Os líderes de I&O devem priorizar as ferramentas que incluem autoatendimento, elasticidade, acesso à rede, segurança, conformidade regulatória e capacidades operacionais”, afirma Khnaser.

Prioridade 2: entender como as ofertas de Nuvem se comparam a seus principais requisitos e critérios – Antes de escolher um fornecedor de Nuvem, as organizações precisam analisar como as ofertas desses fornecedores se alinham com os requisitos e critérios internos de suas operações. Por exemplo, ao escolher um serviço de Nuvem Pública, os requisitos de entrada padrão são geralmente a simplicidade, desempenho, um amplo conjunto de recursos e custo competitivo. No entanto, muitos clientes estão indo além desses requisitos para escolher quais serão seus fornecedores estratégicos de longo prazo.

Performa.AI

Entretanto, quando se trata de infraestrutura como serviço (IaaS) e aplicações de plataforma como serviço (aPaaS), as principais áreas a serem avaliadas são um pouco diferentes. O Gartner indica que, nas ofertas de IaaS, as empresas considerem fatores como capacidade de computação, agilidade de rede, opções de armazenamento, segurança e nível de suporte. Para as ofertas aPaaS, as principais considerações incluem a análise dos componentes de arquitetura de aplicativos, ferramentas para desenvolvedores, arquitetura de virtualização e hospedagem, além de implantação de código, gerenciamento de ciclo de vida, escalabilidade e disponibilidade.

Prioridade 3: avaliar as condições para reduzir os riscos de segurança e conformidade – À medida que as organizações aumentam sua adoção de ofertas em Nuvem Pública, a necessidade de obedecer às regras de privacidade de dados e regulamentadoras que regem o processamento de dados aumenta. O Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GDPR), que entrou em vigor em 2018 vale para todas as organizações que processam e armazenam dados pessoais de qualquer pessoa que resida na União Europeia, independentemente do local. Com isso em mente, os líderes de I&O devem aprender sobre a abordagem dos fornecedores de Nuvem em relação ao GDPR e quais são as ferramentas que eles fornecem para a conformidade dos dados coletados e administrados.

Prioridade 4: encontrar uma estrutura preparada para adquirir ferramentas de plataformas de gerenciamento em Nuvem modernas e atualizadas – Graças à rápida adoção de serviços em Nuvem, as empresas de Cloud Computing estão continuamente lançando novas ferramentas e serviços nativos. Por sua vez, esse movimento de inovação constante está aumentando a importância das plataformas e ferramentas de gerenciamento de Nuvem. Como resultado, as organizações são aconselhadas a criar um conjunto de critérios preparado para avaliar as soluções de Nuvem, bem como uma estratégia capaz de orientar e acompanhar as estratégias de seleção e implementação de recursos de TI.

Prioridade 5: Conhecer as opções de processos e de arquiteturas para implementar a governança dos serviços em Nuvem – As empresas geralmente priorizam as decisões relativas à funcionalidade da infraestrutura, ao invés de avaliar as questões sobre o planejamento de escalabilidade e o suporte técnico de longo prazo. No entanto, é essencial que os líderes de I&O reservem um tempo para se preparar para a governança dos serviços em Nuvem. “Uma estratégia eficaz de governança de TI e design de contas em Nuvem fornece aos líderes de I&O a capacidade de dimensionar as estruturas de maneira correta, além de ajudar a reduzir as complexidades do gerenciamento de rede. Ao propor um planejamento direcionado, é possível que as companhias evitem a necessidade de uma adaptação abrangente e disruptiva da infraestrutura pouco tempo após a transformação do ambiente uma plataforma de produção crítica”, afirma Khnaser.

Pesquisas adicionais sobre o tema serão apresentadas durante a Conferência Gartner Infraestrutura de TI, Operações & Estratégia de Cloud, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em São Paulo. No evento, analistas brasileiros e internacionais vão apresentar conexões vitais entre tecnologias, gestão e cultura com um foco especial na liderança de cada função de Infraestrutura e Operações (I&O).

Interessados em participar da conferência devem contatar o Gartner pelo e-mail brasil.inscricoes@gartner.com, pelos telefones (11) 5632-3109 e 0800 774 1440, ou pelo site https://www.gartner.com/pt-br/conferences/la/infrastructure-operations-cloud-brazil/register.

Avatar
Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1 Commerce
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.