Como o ERP pode ajudar o seu negócio

| 11/12/2012 - 09:09 AM | Comentários (0)

Compras, entrada e saída de produtos, cadastro, estoque, etiqueta, sistema, vendas, trocas, reposição, entrega, faturamento, etc… Afinal, como os varejistas da internet podem acompanhar tudo isso sem perder o controle das operações e ainda terem tempo para gerenciar a qualidade e o atendimento?

A solução está na integração de todos esses canais, essenciais para todo e qualquer negócio, com a plataforma de e-commerce. E isso pode ser feito por meio de um ERP – Enterprise Resource Planning, que significa Sistema de Integração de Gestão Empresarial. Tal ferramenta, quando bem desenvolvida e, de acordo com o negócio do lojista, agrega valor aos processos, otimiza o tempo e a troca de informações, proporcionando segurança, redução de custos e uma visão geral do negócio, o que auxilia na tomada de decisões e estimula o crescimento do volume de vendas do comércio eletrônico.

De acordo com Luan Gabellini, sócio fundador do Betalabs, empresa especializada em soluções na nuvem, o ERP é indicado para lojistas de todos os portes, tendo para cada categoria uma finalidade distinta. “Para lojas pequenas o ERP auxilia o empreendedor a ganhar tempo nas tarefas de back-office, ao passo que automatiza muitas das tarefas que seriam executadas manualmente. Para os de grande porte o benefício está no maior controle que se ganha no negócio, tanto pela organização da informação, quanto pela utilização dos relatórios para a tomada rápida de decisão”, detalha.

Felipe Cataldi e Luan Gabellini – sócios fundadores da Betalabs

O executivo acrescenta ainda que integrar uma loja on-line a um ERP significa adquirir mais agilidade nos processos de back-office com a gestão, além de também oferecer controles de estoque, sugestão de compras e a possibilidade de cotação on-line com diversos fornecedores. “Também já é possível, por exemplo, emitir etiquetas e notas fiscais com um par de cliques a partir de uma venda gerada pela loja. Além disso, o ERP também auxilia os lojistas no controle do fluxo de caixa, despesas e emissão de todo tipo de relatório”, destaca.

No entanto, embora a ferramenta garanta resultados significativos, é preciso planejar quais serão as ações inseridas na gestão do ERP, ao contrário os lojistas podem ter problemas nas operações. “A principal atividade do comércio eletrônico deve ser aumentar seu volume de vendas, afinal um elevado número de negócios é o combustível que propulsiona um e-commerce no rumo do sucesso. Mas, é preciso lembrar que o fluxo de operação do negócio não para por aí, cada venda precisa ser faturada, etiquetada e enviada ao cliente, o estoque tem que ser reposto e administrado, além disso, é preciso cotar e negociar com fornecedores para se conseguir sempre os melhores preços”, ressalta Felipe Cataldi, que divide a sociedade e fundação do Betalabs com Luan Gabellini.

Tendo em vista a amplitude e o crescimento do mercado de e-commerce, também é necessário planejamento e conhecimento prévio para integrar a plataforma do e-commerce com o ERP, a fim de conhecer as vantagens e desvantagens das soluções até identificar e decidir por aquela que melhor irá atender as necessidades de cada lojista, orienta Gabellini.   “O mercado de e-commerce é muito grande, existem muitas plataformas cada qual com suas vantagens e desvantagens. Para tecnologias mais difundidas, como o Magento, o GestãoJá, sistema de gestão para pequenas empresas e e-commerce, está preparando para janeiro, uma integração automatizada na qual o cliente só precisa informar endereço da loja, usuário e senha para que os dados sejam importados para ERP. Por isso, sempre auxiliamos nossos clientes a mapear processos a fim de entender se uma solução simplificada atende a demanda da empresa ou se será preciso um ERP sob medida como o ERP Cloud, direcionado para empresas de maior porte, que é customizado e parametrizado pela equipe de implementação e desenvolvimento em conjunto com um especialista em integrações”, reforça.

De acordo com Cataldi, a tendência é que todos os negócios no e-commerce passem a aderir ao ERP, haja vista as exigências do próprio mercado. “Além dos benefícios operacionais, o aperto da Receita Federal no sentido de conseguir uma maior formalização do mercado de vendas on-line deverá exigir cada vez mais que os empresários de comércio eletrônico sejam adeptos da Nota Fiscal Eletrônica e também do envio dos arquivos contábeis eletrônicos (SPED)”, presume o executivo.

Tags: , , , ,

Categoria: Pesquisas

Sobre E-Commerce News: Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo. Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Logística
    • Agência Especializada
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
e-completo
Vtex
Mailbiz
Viewit
Digital UP
Softvar
LojaMestre
Braspag
Superpay
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Akna
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
ChannelAdvisor
F1soluções
MasterPass
Enviou
Internet Innovation
Signashop
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
COMM2
E-Commerce Logística
 

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.