Número de lojas virtuais cresce 37,5% no último ano no país

Estudo realizado pela BigData Corp, em parceria com o PayPal Brasil, revela que entre 2018 e 2019, o e-commerce brasileiro ampliou o número de lojas online em 37,59%. O resultado é bastante superior a anos anteriores: 2016 (9,23%) e 2017 (12,5%). Atualmente, são cerca de 930 mil sites dedicados ao comércio eletrônico, que, em sua maioria (59,76%), adotam plataformas fechadas (e, em geral, gratuitas).

“O e-commerce passou dois anos com taxas de crescimento mais modestas. A crise fez com que muitas iniciativas fossem adiadas. O que vemos hoje, no entanto, é que tudo o que foi represado no passado desaguou com força entre 2018 e 2019. O e-commerce, mais uma vez, está sendo uma opção para quem quer empreender no País”, afirma Thoran Rodrigues, CEO e fundador da BigData Corp.

Para Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do PayPal Brasil, a explosão no número de lojas online no País reflete a boa perspectiva do e- commerce e o perfil empreendedor do brasileiro mesmo frente a cenários econômicos não tão promissores. “É nesse momento que a escolha por ferramentas certas faz toda a diferença para o sucesso e o crescimento de um negócio. Por isso também assistimos ao crescimento das carteiras digitais como meios de pagamento dessas lojas virtuais”, destaca.

Smarthint
Performa.AI

A pesquisa mostra, ainda, que se em uma ponta do e-commerce as lojas privilegiam soluções “for free” ou baratas, na outra extremidade, chama a atenção o fato de que, entre as empresas que compõem o universo pesquisado, 7,93% faturaram mais de R$ 100 milhões e registraram mais de 500 mil visitas mensais.

Outro sinal da maturidade do e-commerce, segundo apontou a pesquisa, diz respeito aos produtos oferecidos. As lojas on-line estão mais confiantes em ofertar itens mais caros: 25,96% dos itens expostos nas vitrines virtuais são de produtos com valor médio que ultrapassam R$ 100. Com isso, a categoria de produtos entre R$ 100 e R$ 500 cresceu cerca de 5 pontos percentuais, de 6,45% em 2018, para uma participação de 11,30%.

Veja, a seguir, outros highlights do estudo:

  • O e-commerce praticamente triplicou sua participação no total de sites da web brasileira desde 2015. De lá para cá, saiu de uma fatia de meros 2,65% para os atuais 7,04%.
  • Sites pequenos, com até 10 mil visitas mensais, hoje dominam a cena e, com a entrada de mais de 250 mil novas lojas online no último ano, aumentaram sua participação, de 82,48% para 88,77%.
  • Os novos players do comércio eletrônico, em geral, estreiam com poucos produtos, o que puxou a média de número de produtos por site para baixo. Atualmente, 73,66% dos comércios eletrônicos no País apresentam apenas entre 1 e 10 produtos; no ano passado, esse segmento ostentava participaçãobastante inferior (57,99%) – queda de 15,67 pontos percentuais. No sentido inverso, caiu muito a participação dos sites que vendem 101 produtos ou mais. Ela era de 33,51% e hoje está em 13,92%, diferença de 19,59 pontos percentuais.
  • Se, em 2018, mais de 80% dos comércios eletrônicos estavam associados a alguma mídia social, com a entrada de centenas de milhares de novos sites de venda nos últimos 12 meses, essa participação caiu para 65,02%.
  • O Facebook minguou sua presença entre as lojas online de 71,02% para 54,24%; e o Twitter, de 43,87% para 33,18%. No sentido contrário, a surpresa foi o Pinterest, com 6,57% de participação.
  • O tempo médio de vida de um e-commerce mais do que quintuplicou desde 2015: há quatro anos, as lojas online ficavam ativas por, em média, três meses (cerca de 94 dias); hoje, comércios eletrônicos no País duram, em média, 487 dias, ou pouco mais de um ano e quatro meses.
  • Apesar dos grandes avanços registrados nos últimos anos, o e-commerce brasileiro deixa a desejar quando o assunto é acessibilidade. Em 2019, apenas 0,02% dos sites não apresentaram nenhum problema nesse sentido.

O estudo faz parte da série Perfil do E-Commerce Brasileiro, que desde 2014, monitora os principais movimentos e tendências do setor. As métricas apresentadas são extraídas do processo de captura de dados da internet da BigData Corp., em mais de 23 milhões de sites brasileiros.

Avatar
Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.