Cinco tendências de Segurança e Gerenciamento de Riscos

O Gartner, Inc., especializado em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, alertas que notícias sobre violação de dados são recorrentes nos dias atuais. Uma única falha pode resultar em perdas significativas, tanto de dinheiro quanto de boa reputação. Os preços das ações tendem a despencar, consumidores se revoltam e as metas do negócio são colocadas em perigo.

“Os executivos de Segurança e Gerenciamento de Riscos têm operado nas sombras por um longo período. Agora é a oportunidade deles de brilharem”, diz Peter Firstbrook, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner. “Se explorarem as novas tendências e criarem um robusto programa de segurança, eles podem manter sua organização segura e elevar seu padrão significativamente”.

O departamento de segurança – antes uma parte menor em um empreendimento de IT- passou a ter função significativa, crucial para o sucesso da organização. Essa condição elevou o papel dos executivos de Segurança e Gerenciamento de Riscos (SRM), os quais atualmente enfrentam a difícil tarefa de proteger suas organizações de prejudiciais ciberataques e regulações ainda mais rígidas.

O Gartner fornecerá novas pesquisas sobre o tema em agosto, na Conferência Gartner Segurança e Gestão de Risco 2018. Segundo os analistas, existem cinco principais tendências para a Segurança e Gerenciamento de Riscos. São elas:

Tendência Nº 1 – O foco

A violação da segurança ameaça posições C-level e custa milhões de dólares para as organizações, como comprovado em ciberataques como os que aconteceram com empresas como Equifax e Maersk. Como resultado, executivos agora focam muito mais no que está acontecendo no departamento de segurança. Executivos de TI devem capitalizar o aumento da atenção e trabalhar estreitamente com acionistas do mercado para vincular estratégias de segurança às iniciativas do negócio. Essa é também uma oportunidade perfeita para identificar carências de determinadas competências e fomentar o desenvolvimento profissional da força de trabalho da segurança interna.

“No relacionamento com executivos, um aspecto importante, porém negligenciado, é a barreira da linguagem”, diz o analista. “Falar a linguagem do negócio e não se perder em termos técnicos ao tratar com alguém com cargo C-level é fundamental.”

Tendência Nº 2 – Regulações impõem mudanças

Smarthint
olist

O aumento das violações de dados tem forçado companhias a consentirem com um ambiente de crescente complexidade legal e regulatória, incluindo o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), nova lei de proteção de dados sancionada pela União Europeia. O dado é tanto um ativo quanto um potencial risco. Negócios digitais precisam incluir em seu planejamento ambos aspectos e buscar soluções inovadoras para reduzir custos e potenciais ameaças. “Organizações líderes estão focadas em como um programa de compliance pode atuar como um facilitador de negócios”, explica Firstbrook. “A mensagem que executivos de SRM devem comunicar aos CEOs é que a proteção dos dados possui custos e riscos, mas também pode ser usada para diferenciar o negócio”.

Tendência Nº 3 – Segurança movida para a Nuvem

Iniciativas de segurança nas organizações estão escondidas sob o fardo da manutenção de soluções de segurança herdadas. Produtos de segurança entregues pela Nuvem são mais ágeis uma vez que é possível implementar novos métodos de identificação e serviços mais rápidos que as soluções presenciais. No entanto, nem todos os serviços na Nuvem são criados da mesma forma. Explorá-la é mais do que mover serviços de gerenciamento herdados. Executivos de Segurança e Gerenciamento de Riscos devem atentar para soluções que incorporam as vantagens como um todo na escala da Nuvem, aumentando dados de telemetria, staff, Aprendizado de Máquina, acesso baseado na Interface de Programação e Aplicações (API) e outros serviços e produtos que são disruptivos ao status quo.

Tendência Nº 4 – Aprendizado de Máquina se torna meio de fiscalização

O Aprendizado de Máquina (ML) será um procedimento normal de toda prática de segurança até 2025 e irá compensar a escassez de algumas habilidades e de staff. Em seu estado atual, o Aprendizado de Máquina é melhor em endereçar problemas de configuração mais específicos, como a classificação de arquivos executáveis. Não é possível escapar do fato de que seres humanos e máquinas complementam um ao outro e, juntos, podem superar um as limitações um do outro. O Aprendizado de Máquina alcança os humanos com a assistência no endereçamento de situações incertas e os ajuda ao apresentarem informações relevantes. Atualmente, é difícil distinguir as diferenças entre marketing e bom uso do Aprendizado de Máquina. Por isso, executivos de TI deveriam focar em como a Inteligência Artificial cria seu produto de forma superior em termos de eficácia e exigências administrativas. É importante ter em mente que o Aprendizado de Máquina requer assistência humana, mas a questão central é de onde vem a cooperação.

Tendência Nº 5 – Origem derrota preço

O recente banimento do governo norte-americano contra produtos baseados em padrões de segurança russos e contra smartphones chineses é apenas um dos últimos resultados de uma crescente desconfiança com relação a influência das potências mundiais no mercado cibernético. Organizações que lidam com agências governamentais devem estar especialmente sensíveis às demandas geopolíticas que permeiam seus relacionamentos de negócios. Todas as decisões sobre segurança e compras de produtos são baseadas na confiança e integridade do fornecedor. Executivos de SRM deveriam começar a incorporar riscos geopolíticos a todos os programas de negócio crítico, hardware, decisões sobre aquisições de serviços e, quando necessário, considerar alternativas locais.

As inscrições para a “Conferência Gartner Segurança e Gestão de Risco 2018” estão com desconto de R$ 525,00 até 13 de Julho. Há preços diferenciados para profissionais do setor público e descontos para grupos. Interessados devem contatar o Gartner pelo telefone (11) 5632-3109, e-mail brasil.inscricoes@gartner.com ou gartner.com/br/security.

Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
E-Goi
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
Trezo
E-Commerce Logística
World Pay
Socialrocket
E-completo
Precode
IHouse Web
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.