Será que todo mundo conseguiria ser vendedor?

Muitas pessoas – especialmente as que não tem ligação com esse mundo – acham que qualquer um conseguiria ser vendedor, e que essa é uma atividade fácil. Eu mesmo, durante os anos que trabalhei em banco de investimento, tinha esse preconceito. Achava que o time comercial “trabalhava pouco”, fazia a “a atividade mais fácil” e ainda ganhava mais (que na verdade algumas poucas pessoas ganham mais, mas não é uma realidade na média).

A grama do vizinho é sempre mais verde

Quando fundei a empresa e assumi a responsabilidade comercial, vi que o buraco era muito mais embaixo e que essa impressão era falsa. Porém, ainda vejo que esse preconceito é muito forte no mercado. De um lado, a maioria dos vendedores não sentem orgulho da profissão que tem, e do outro, as pessoas não podem ouvir falar “Olá, sou vendedor da empresa x” que já respondem com resistência. Por que será que isso acontece?

Eu acredito que um dos principais motivos para termos preconceito com a profissão de vendas é que muitos começam a carreira de vendedor por necessidade e não por vocação. Também temos preconceito com vendedores pelo estereótipo do vendedor “tirador de pedido”, que força uma venda mesmo sabendo que aquele cliente não vai recomprar dele. Outro ponto é que a profissão não exige uma formação específica (ainda não temos faculdade de vendas), e isso muitas vezes faz com que profissionais de outras áreas menosprezem o vendedor – que é o grande herói por fazer a empresa crescer.

Como eu vejo a área de vendas de uma empresa

Smarthint

No meu caso, vendas foi uma escolha. No banco de investimento que trabalhei, meus chefes já diziam que eu tinha perfil de vendedor, mas foi só quando fundei a empresa em 2014, que isso ficou claro e tive realmente a oportunidade de me testar nessa função. Enxerguei que os meus sócios eram as melhores pessoas para pensar no tático da empresa e desenvolver o produto, e então me coloquei na posição de garantir a geração de caixa para que isso fosse possível. Hoje percebo que o fato deu ter escolhido seguir esse caminho fez com que eu enxergasse a profissão de forma diferente de grande parte do mercado.

Para mim, vender é sobre ajudar pessoas. Acredito que consegui ter sucesso em vendas porque aprendi que não deveria me preocupar em vender, e sim em ser o parceiro certo para o cliente poder comprar nossa solução quando ele precisar. Parece simples, mas essa mudança de mindset faz toda a diferença. Nunca apresentei a empresa de maneira formal ou cheguei na reunião com uma proposta logo de cara. Quando faço reunião com clientes, o foco é o relacionamento, tirar as dúvidas e tentar agregar na discussão. Se isso for bem feito, o briefing do projeto vira como consequência.

Nada é feito até que alguém compre

A profissão de vendas é complicada, mas os aprendizados que ela pode trazer são fantásticos, é o que mais me move dia a dia. Na minha jornada como vendedor, conheci pessoas incríveis que me ensinaram muito sobre a indústria e me estimularam ainda mais na direção que quero seguir. Aprendi a reagir a objeções e enfrentar negociações projeto a projeto, cliente a cliente. Acima de tudo, entendi a importância do que eu faço e é isso que me move todos os dias.

Por último e respondendo de forma direta a pergunta do título, sim, todo mundo pode ser vendedor, mas infelizmente nem todos prosperarão nessa profissão tão peculiar que trabalha sobre pressão, solitária e que precisa de extrema disciplina e automotivação. Adicionalmente e não menos importante, tenha orgulho do que você faz e sinta-se responsável pela transformação que acontece ao seu redor. Vendedores são os protagonistas de uma empresa e esse papel deve sim ser muito valorizado.

Avatar
Lucas Momm de Melo é Founder & CRO da MindMiners, startup brasileira especializada em pesquisas digitais - Formado em Engenharia de Produção pela Escola de Engenharia Mauá, é cofundador da MindMiners e responsável por novos negócios e também pela área comercial. Atuou anteriormente em Investment Banking pelos bancos BTG Pactual e Bank of America Merrill Lynch.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1 Commerce
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.