E-Marketplace: O Melhor Custo-Benefício para iniciar um e-commerce

marketplace
© Amy Walters – Fotolia.com

O que é um e-Marketplace?

Por definição, de forma bem simples, podemos dizer que é um site onde produtos e serviços de vários vendedores são ofertados e até comercializados.

E como funciona?

Geralmente são focados em nichos e segmentos de mercado específicos, porém os modelos comerciais podem variar bastante: comissionamento sobre vendas, pay-per-click ou até um valor fixo por anúncio ou mensalidade.

Exemplos: WebMotors – Carros, WebPesados – Máquinas e Veículos Pesados, ImovelWeb – Compra e Aluguel de imoveis, Aluguetemporada – Aluguel de imóveis para temporada, EstanteVirtual – Livros seminovos e usados entre tantos outros.

Mas é importante destacar que, ao procurar atender uma necessidade bem específica, muitas vezes como um “especialista” no assunto, os e-marketplaces tem dois grandes pontos fortes:

1) Que sua Marca se torne uma Referência para seus usuários. A partir do momento em que o usuário tem uma experiência única para uma necessidade específica, dependendo do nível de relevância no seu dia-a-dia, temos o start de uma relação direta entre MARCA e USUÁRIO.

2) Que seu volume de conteúdo específico se destaque nos motores de busca. Ou seja, este não será um site com “um pouco de tudo”, mas sim com “muito sobre alguma coisa”. E sabendo da tendência dos buscadores mostrarem em seus resultados, páginas de domínios rankeados como relevantes do ponto de vista do usuário(desconsiderando aqui a qualidade do código HTML da página – que claro é fundamental), naturalmente este e-marketplace terá melhor posicionamento frente aos sites mais genéricos.

E porque pode ser bom para quem está iniciando um e-commerce?

Se você está um iniciando um e-commerce profissional, investindo em uma equipe de especialistas, contratando empresas prestadoras de serviço de alto nível, com um plano de negócios bem definido, e ainda está realmente focado nesta nova operação, converse com sua equipe de Marketing Digital e considere participar de alguns e-marketplaces como parte de sua estratégia.

Mas se você está dando os primeiros passos para montar sua loja virtual, ainda inseguro no “como” e “onde” investir, seja devido ao grande volume de informação disponível no mercado, seja pelos diferentes “conselhos”, “dicas” e propostas recebidas com uma variação de preços que você não consegue entender o porque, sugiro refletir atentamente sobre os pontos abaixo:

Performa.AI
olist
Smarthint

infografico-e-marketplaces-vs-ecommerce

Iniciar por uma Loja Virtual

– Maior investimento inicial (Projeto, Layout e Sistema de e-commerce)

– Alto custo para divulgar sua loja virtual na internet (Além de ser um custo mensal a ser avaliado, vale lembrar que acertar na contratação deste serviço fará toda a diferença entre o Bom e o Péssimo Negócio)

Iniciar por um E-MarketPlace

– Menor investimento e tempo de lançamento da operação (Alguns e-marketplaces até publicam seus produtos imediatamente, mas mesmo os mais complexos, que exigem mais configurações para a sua loja, possuem prazo de ativação muito curtos)

– Pacote de mídia Pronto (É como estar em um Shopping Center Virtual, que já possui seu plano de mídia em andamento e fluxo de visitantes contínuo onde seu objetivo será atrair atenção destes visitantes para o seu negócio, o que certamente será mais fácil e barato do que buscar visitantes em toda a internet, um universo muito amplo. Vale ressaltar que os e-marketplaces, aqui chamados de “Shopping Center Virtual” já possuem pacotes de “Destaque”, o que trará resultados mais palpáveis a um custo muito mais interessante)

E o melhor:

– Você terá um cenário propício e tempo para aprender com uma operação on-line antes de montar sua própria Loja Virtual (Ou seja, como em um e-marketplace seu trabalho estará focado em CADASTRAR e DESTACAR PRODUTOS e ATENDER SEUS PEDIDOS, terá a oportunidade de aprender na prática sobre a importância do título, descrição de produtos e qualidade das fotos, tempo de atualização e gestão de custos na logística de entrega, além do atendimento e manutenção dos clientes na web, e assim ter mais chances de acertar nas novas escolhas que virão com sua própria loja virtual)

É verdade que o seu negócio terá de dividir espaço com outras empresas que também querem atenção dos mesmos visitantes que você, mas acredite: aprender a atrair a atenção destes visitantes dentro de um ambiente específico e controlado, será mais fácil e barato do que ir para “toda a internet” sem a devida bagagem e suporte necessários.

“A internet é um grande universo de possibilidades, porém entender de forma clara o que se quer deste Universo, pode fazer toda a diferença nas suas escolhas.” (Miro)

Avatar
Graduado em TI pela PUC-Campinas com extensão em Marketing de Serviços pela FGV. Atua como Consultor de Marketing de empresas focadas na internet desde 2008 e é Gerente de Novos Negócios do Cupom Center, uma Startup do Grupo SBA desenvolvida em parceria com a Moip. Trabalhou como Gerente de Vendas na Coca-Cola FEMSA, onde também coordenou o processo de gestão da qualidade na unidade MS junto à matriz no México. Soma 10 anos de experiência na gestão comercial de empresas de TI e Telecom, onde liderou os estudos do projeto de lei de redução do ICMS para produtos de informática no estado de Mato Grosso do Sul, participou do processo de abertura do mercado de assinaturas de acesso à internet, e como gestor de provedores, participou da interiorização da internet no seu estado em parceria com a Brasil Telecom até a venda de sua base de clientes ao Terra Lycos.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
E-Goi
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
Trezo
E-Commerce Logística
World Pay
Socialrocket
E-completo
Precode
IHouse Web
Smarthint
JET e-business
Ciclo
 

10 COMENTÁRIOS

    • Olá Alexandre,
      Quanto a meio de pagamento, prefiro o Moip ( http://site.moip.com.br/ ), pois além do pagamento transparente na página, que facilita e reduz as etapas ao usuário, tem maior taxa de aprovação em menor tempo. E quando o assunto é Marketplace, aí sem comparação, eles estão bem à frente.
      Abs,

      Miro

  1. Perfeito, É isso mesmo. Uma plataforma segura é o ambiente perfeito para o desenvolvimento de lojas virtuais em experiência e até para aprender com as mesmas.

    • Bem observado Sandro.
      O “dia-a-dia” na gestão de uma Loja dentro de um MarketPlace certamente será uma excelente oportunidade de aprendizado para quem está dando os primeiros no e-commerce, pois permitirá ao Gestor entender na prática a dinâmica da internet bem como os “porques” das melhores práticas sugeridas para o Cadastramento de Produtos, Fotografia, Técnicas de SEO, Promoção etc.

  2. Parabéns pela matéria !!!
    Logo no início, quando iniciei o caminho para lançar a minha idéia na web, um dos meus maiores desafios foi (ainda é) criar uma plataforma flexível que atenda aos mais variados tipos de negócios no nicho que eu atendo (odontologia) – a dificuldade de encontrar material para ler sobre era enorme, e agora frequentando a faculdade de Marketing pude entender que os desafios de se “criar” um comparador de preços estão justamente em entender que trata-se de um Marketplace para meus anunciantes e que as estratégias de e-commerce aqui devem ser utilizadas em duas vias, tanto implementando no portal quanto direcionando os meus clientes em implementá-las nos seus e-commerces.

    • Isso mesmo Giovani,
      O Marketplace tem sempre duas frentes de trabalho:

      1. Captar lojistas para anunciar e/ou vender produtos e serviços; e

      2. Atrair internautas interessados nestes produtos e serviços.

      Você chegou a montar o marketplace de odontologia?
      E a agência de fotografia e vídeos para ecommerce, como está?
      Abs,

      Miro

  3. Caro Miro, boa noite!

    Pela sua experiência qual o mínimo de lojas é necessário para se iniciar um marketplace?

  4. Quando do não cumprimento/entrega do produto vendido.
    A empresa hospedeira do site responde igualmente pelo prejuízo causado ao consumidor?
    Por exemplo: Site do Shoptime hospedando ofertas da Premium Store.

  5. Gostaria de tirar uma duvida para vender em parceria com Marketplace de um site, no caso eu tenho que ter uma loja virtual ou não é necessário?

  6. Miro, boa noite.

    Como faço para marcarmos uma reunião. Tenho interesse em contratar uma consultoria em mkt place.

    Obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.