O que aprendi sobre impacto social na primeira semana na Estação Hack

Os últimos dias têm sido super intensos. A Vittude, startup da qual sou fundadora, foi uma das 10 empresas selecionadas para a segunda turma de aceleração na Estação Hack, primeiro centro de inovação do Facebook no mundo. Após um rigoroso processo seletivo, competindo com quase duas mil empresas, tivemos a alegria de ser selecionados para o programa coordenado pela Artemisia.

No primeiro dia de aceleração fomos recebidos pela equipe da Artemisia e Estação Hack. Recebemos alguns mimos, entre eles uma camiseta com os seguintes dizeres: entre ganhar dinheiro e mudar o mundo, fique com os dois. Essa mensagem, que é o slogan da Artemisia, já mostrava em primeira mão o que viria pela frente.

Fizemos uma dinâmica na qual foi possível conhecer um pouco mais dos negócios selecionados e também os empreendedores à frente de cada projeto. Ouvimos curiosidades, motivações e o propósito que move alguns deles. Além da Vittude, também foram selecionadas as empresas Cloudia, Nindoo, MEI Fácil, Blue 365, Parafuzo, Edusim, Colab, Egalitê e Bloom.

Tivemos também um momento chamado “Por que impacto social?”, em que discutimos como surgem e o que são esses tais negócios de impacto.

Fomos confrontados com os números e a realidade do nosso país. De acordo com o IBGE, mais de 25 milhões de brasileiros, o equivalente a 25,4% da população, vivem na linha de pobreza e possuem renda familiar equivalente a R$ 387,07 – ou US$ 5,5 por dia, valor adotado pelo Banco Mundial para definir se uma pessoa é pobre. Além disso, outros 13,350 milhões de brasileiros, ou 6,5% da população total, vivem com menos de US$1,90 por dia, ou seja, estão ABAIXO da linha da pobreza. Assustador, não? Essa é a nossa realidade atual, esses números são de 2017.

Discutimos em grupo e ampliamos o entendimento do que era pobreza. Falamos sobre a ausência de elementos básicos para uma vida digna, condições sociais e econômicas deficitárias e principalmente falta de acesso de um grupo de pessoas ou comunidade.

Aprendi que a pobreza é multidimensional e vai além de falta de renda, passando por desigualdade social, como a de gênero, raça, classe, orientação sexual ou pessoas com deficiência.

Negócios de impacto social têm um importante papel na construção de um Brasil mais ético e mais justo. Mas, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não estão relacionados a filantropia ou ausência de finalidade lucrativa.

Empresas de impacto social são aquelas que criam soluções escaláveis e rentáveis para reduzir desigualdades sociais. Lembra da camiseta que citei no começo? Entre mudar o mundo e ganhar dinheiro, fique com os dois. Um negócio de impacto social precisa ser lucrativo e não depender de doações, ampliar acesso e proporcionar uma vida mais digna para uma população.

Um dos grandes aprendizados deste dia foi compreender as dimensões pelas quais uma empresa pode gerar impacto social. Aprendi que podemos causar impacto da seguinte forma:

olist
Performa.AI
Smarthint
Edrone

1. Reduzindo custos de transação

Empresas que eliminam ou reduzem barreiras de acesso a serviços de saúde, por exemplo, geram impacto nessa dimensão. Aqui, comecei a entender onde a Vittude gera maior impacto. Temos mais de 5400 municípios em nosso país e estima-se que 50% deles não tenham um psicólogo sequer, nem mesmo na área pública de saúde. Já atendemos pacientes no interior do Maranhão, Rondônia, Piauí, que precisavam se deslocar mais de 100km para chegar ao consultório de um psicólogo. Além do custo de transporte, há um investimento de tempo que impede muitas pessoas de cuidar bem da saúde mental. Hoje, com a possibilidade de atendimento online, muitas pessoas conseguem fazer terapia sem sair de casa.

2. Promovendo oportunidades de desenvolvimento

Que tal fortalecer o capital humano e social de pessoas em condição de vulnerabilidade? Muitas pessoas em nosso país não têm a oportunidade de desenvolver todas as suas habilidades e utilizar pleno potencial. Ao observar isso, vejo um trabalho lindo do Facebook, ao oferecer bolsas de estudo para jovens, com o apoio de parceiros como Mastertech e Reprograma. A iniciativa da Estação Hack capacita jovens para estarem aptos a ocuparem posições no mercado de TI, setor que enfrenta no Brasil um déficit de profissionais qualificados. Também é o caso da Edusim, que tem como missão deixar o ensino de inglês mais acessível para a população.

3. Possibilitando aumento de renda

Negócios que aumentam as oportunidades de emprego estável ou melhoram as condições de trabalho de um microempreendedor impactam a sociedade nessa esfera. Não se trata de aumento quantitativo de dinheiro, mas de renda conquistada e escolha sobre onde e como trabalhar. Empresas como a MEI Fácil, Parafuzo e Egalitê com certeza promovem esse aumento.

4. Diminuindo condições de vulnerabilidade

Também é possível causar impacto social protegendo bens conquistados, antecipando ou prevenindo riscos futuros. Quando uma empresa ajuda a prevenir perda de bens ou doenças, ela atua na redução das condições de vulnerabilidade.

5. Fortalecendo a cidadania e os direitos individuais

Empresas fortalecem a cidadania quando ampliam o acesso a produtos e serviços essenciais para uma vida digna. Quando se vive em uma condição de desigualdade social, pessoas são privadas de itens como segurança, saúde, acesso a uma moradia digna ou sofrem com baixa autoestima. Sabendo que no Brasil, 40 milhões de pessoas moram em condições precárias, o Programa Vivenda, apoiado pela Artemisia, resolve problemas estruturais e de saúde, reduzindo o nível de insalubridade de moradias, aumentando a qualidade estética das casas e autoestima dos moradores.

Dias intensos, ricos, de muito conteúdo, networking, negócios e aprendizado. Que venham os próximos 180 dias de aceleração!

Avatar
Tatiana Pimenta é CEO e fundadora da Vittude, plataforma que conecta psicólogos e pacientes. Faz psicoterapia pessoal há quase 6 anos, sendo apaixonada por psicologia e comportamento humano. Idealizadora do Consultório Virtual da Vittude, desenvolvido especialmente para atendimentos de saúde, de forma segura e sigilosa.
  • Todos Fornecedores
  • Armazenamento
  • Consultoria
  • Entrega
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
    • Vitrine Personalizada
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
  • Soluções
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Seri.e Design
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Socialrocket
Precode
Smarthint
JET e-business
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.