Entenda o mercado de mídias sociais

| 02/08/2010 - 17:17 PM | Comentários (0)

Quem quiser entrar para o mercado de trabalho em redes sociais, encontra várias propostas na internet brasileira. Se, por enquanto, a maioria dessas vagas costuma pedir por “Pessoas com experiência em mídias sociais” e, normalmente, descreve o cargo com redator júnior e assistente, é porque ainda não existe um caminho, uma certeza de como converter em receita os serviços prestados. O fato de não ser possível, ainda, presumir lucros, se mescla à necessidade de apresentar no portfólio das empresas de comunicação, o item redes ou mídias sociais. Não raramente isso acontece porque o cliente quer, precisa ou simplesmente é curioso e ouviu falar que redes sociais podem ajudar o negócio a ganhar clientes e a tornar a marca mais conhecida.

É problemático procurar por pessoas com experiência em redes sociais e profissionais “júnior” ou assistentes. Por um lado, essa descrição denota uma renumeração inferior, e por outro, a inexistência de planos de ação e estratégias.

E qual é o perfil procurado?

“Perfil determinado é mais importante que formação”, afirma Paola Zingmann, enquanto fala para a audiência do SearchLabs10, que aconteceu entre os dias 28 e 29 de julho de 2010, em São Paulo. O profissional deve ser curioso, ir atrás das coisas, ser pró-ativo e saber explicar seus pontos. É mais desejado do que entender de programação e ter na cabeça todos os códigos HTML, CSS e Javascript. Saber dessas coisas e não saber preparar um documento, como um relatório, é altamente indesejado. “Sempre apostei em pessoas com bom perfil e procuro educa-los”, finaliza a executiva.

Área de conteúdo

Antes de mais nada, é importante que o candidato seja usuário e que esteja inserido no universo das redes sociais. Não precisa saber diferenças nas configurações de segurança entre o Orkut, Facebook e LinkedIn assim, na ponta da língua. Mas é obrigado a conhecer bem como funciona cada rede e qual o foco e o perfil das pessoas com contas nesses sites. É preciso saber escrever de maneira objetiva e prestar atenção no vocabulário dos leitores.

Ainda existe um bom mercado de trabalho aqui no Brasil para esses profissionais, mas, aos poucos, está diminuindo. O mercado de gente que “escreve para a internet” é violento, cada vez mais os preços por esses serviços caem e,  junto com os preços, a qualidade. Mitos de textos sucintos e keyword stuffing vagam nas cabeças dos “webghostwriters”.

Hard web user

Não,não é o nome de uma banda gótica de web-trash-metal, e sim, o nome dado a quem tem bastante intimidade com a internet. Aquela pessoa que vê um link, encosta o mouse nele e observa para onde o caminho aponta, antes de sair clicando e ir parar em alguma página sensacional de promoções ou de popups com “Você é o visitante número 1.000.000 – acredite, não é golpe”.

SEO

Quanto mais souber, melhor. Mas, não pode e não deve ser viciado em conversão e números puros. É legal saber sobre questões ligadas a linkbulding (tipo de trabalho de RP de sites), linkbais (formatos mais atraentes para gerar clique e espalhar links), têxto-âncora e sobre aquelas melhorias fundamentais na estrutrura de uma página. Por ser uma área que requer conhecimentos técnicos, deve ser alguém que possa sentar na frente de equipes de TI e explicar quais são as melhores práticas e informações técnicas. Nesse caso, é desejado um profissional com perfil altamente especializado.

Perfil business

Reunir algumas das características citadas acima é uma largo passo em direção ao sonhado emprego na área de social media. Mas, de nada vai adiantar, se o candidato não souber como isso pode trazer negócios. Esse profissional deve transitar com intimidade nas esferas técnicas e de produção de conteúdo, sem ser PhD em nenhum deles. Poder de decisão e muita tarimba em relações interpessoais são indispensáveis. Normalmente, esse perfil é ideal para gerentes de projetos.

Idiomas

Saiba. Quanto mais, melhor. Inglês? Imprescindível. Espanhol? Dependendo da empresa,  é mais importante que o inglês. Alemão? Ja! (sim).

Gente

Mas, antes de mais nada, seja user – gente – pessoa normal que senta na frente do computador e quer encontrar o que procura. Se você é como Neo, da Matrix, que enxerga o código de tudo, deixou de ser humano, deixou de ser interessante.

Case

Para se ter uma idéia, Paola Zingmann foi incumbida de montar a equipe de SEO da Media Contacts. Eis os perfis e as ocupações anteriores de quem se uniu a ela:

Gerente de SEO – ex-comissário de bordo, proprietário de um website que fazia o próprio SEO
Coordenador de Data Search Intelligence – ex-produtor gráfico
Coordenador para América Latina – foi trainee na Câmara de Indústria e Comércio Brasil-Alemanha
Coordenador de SMO – estudante de psicologia e exercia a função de mídia em uma agência de publicidade
Diretora de Search e de Mídia – ex-gerente comercial de um e-commerce argentino
Se você acha que tem perfil para encarar essa atividade de redes sociais e fala espanhol muito, mas muito bem, pode se candidatar às vagas na Havas. Com centros de excelência espalhados pelo mundo e centralizando as operações da América Latina no Brasil, Paola afirma que muitos candidatos para vagas que requerem espanhol são “importados” para trabalhar no País. “É muito mais fácil encontrar alguém que domine o inglês, do que achar um potencial candidato com proficiência em idiomas como o espanhol”, afirma a executiva.
Fonte: Computerworld Brasil

Tags: , ,

Categoria: Artigos, Entrevistas

Sobre E-Commerce News: Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo. Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
Vtex
Mailbiz
LojaMestre
Braspag
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Trezo
Softvar
Qwintry
SoS Loja Virtual
World Pay
 

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.