Golpe no WhatsApp usa falsa oferta de videochamada

| 25/08/2016 - 12:16 PM | Comentários (0)

video-whats

A ESET – fornecedora de soluções de segurança da informação – identificou um novo tipo de golpe disseminado por meio de mensagens do WhatsApp e que promete uma funcionalidade de videochamada para os usuários. Na ação, os cibercriminosos enviam um link falso informando que a função está liberada e pode ser baixada pelo link enviado na mensagem. O objetivo é inscrever as vítimas em serviços de mensagens pagas e realizar download de aplicações maliciosas.

eset-imagem

Para que a ação seja mais efetiva e engane o maior número de usuários, os cibercriminosos usaram um falso domínio “xxx.whatsapp.com”. Ao clicar no link, a vítima é levada para uma página para ativar a falsa funcionalidade de videochamada, disponível para os sistemas operacionais Android, iOS e Blackberry.

Em seguida, para completar o download, uma barra de carregamento inicia a viralização do golpe. Nessa etapa, a vítima é avisada de que para ativar a videochamada deve compartilhar a mensagem com cinco amigos e em cinco grupos diferentes do WhatsApp. Ao realizar a ação e compartilhar o link com seus contatos, o usuário é informado de que deve enviar para mais contatos.

Após realizar o compartilhamento, o navegador da vítima é direcionado para uma página de publicidade, que funciona de forma randômica a cada acesso, onde é feito o download de uma aplicação maliciosa no equipamento do usuário, sem que o mesmo perceba. Além disso, a cada acesso ao conteúdo publicitário, os cibercriminosos recebem uma comissão pela visualização do conteúdo.

WhatsApp como isca

Nos últimos meses, a ESET identificou uma série de golpes aplicados pelo WhatsApp. Em geral, o modo de atuação é bem parecido e tem como objetivo enganar o maior número de pessoas com promessas de promoções e serviços exclusivos.

“Golpes no WhatsApp estão cada vez mais frequentes. Os cibercriminosos utilizam a engenharia social para chamar a atenção dos usuários e persuadi-los a divulgar informações pessoais, compartilhar contatos e acessar conteúdos maliciosos”, afirma Camillo Di Jorge, Presidente da ESET. “As pessoas que utilizam o WhatsApp precisam ficar atentas aos conteúdos que recebem. A melhor forma de evitar problemas é ter uma solução de segurança instalada no smartphone e não clicar em links que prometem promoções, jogos ou novas aplicações”, reforça.

Entre os recentes golpes descobertos pela ESET e disseminados pelo WhatsApp no Brasil estão: falsos cupons de desconto das duas maiores redes de fast food do mundo; falsos pacotes de novos Emoticons; e uma aplicação maliciosa que fingia ser a versão do WhatsApp para PC.

Tags: , , , ,

Categoria: Crimes

Sobre E-Commerce News: Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo. Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
Vtex
Mailbiz
Viewit
LojaMestre
Braspag
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Akna
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Internet Innovation
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Trezo
Softvar
Nuvem Shop
Qwintry
 

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.