SEO: Veja como Google Pigeon muda regra dos resultados das buscas

| 26/08/2014 - 07:40 AM | Comentários (1)

seo

Dos 100 milhões de internautas no Brasil, 50% acessam a web via celulares e smartphones. Deste total, 60% pesquisam informações no Google e demais sites de buscas. Para Claudia Sciama, diretora de vendas do Google que revelou estes dados durante o evento e-Commerce Brasil 2014, o novo comportamento traz mudanças significativas não só no tipo de pesquisa que as pessoas realizam como também na forma como elas escolhem produtos, marcas e empresas.

Quem faz pesquisa no celular geralmente está fora de casa ou do escritório, tem pressa e quer informação referente a um interesse imediato, que pode ser um produto ou serviço nas proximidades, como restaurantes, lavanderia ou uma gráfica expressa. O tipo de informação também difere. Enquanto quem pesquisa no desktop ou notebook tem mais tempo para conhecer detalhes, no celular o que interessa são as informações de contato e localização, como telefone, endereço e horário de atendimento.

O Google acompanha o impacto do mobile no comportamento e vem adaptando seus serviços para esta nova realidade. Na área de buscas, a última novidade foi apelidada de Google Pigeon, pombo em inglês. De acordo com o site Search Engine Land, responsável pela notícia, o pombo foi escolhido por ser uma ave com forte senso de direção e que sempre volta para casa, esteja onde estiver.

Anunciado em julho, o Google Pigeon prevê que cada vez mais os resultados das buscas serão diferenciados de acordo com o aparelho (device) utilizado. Ou seja, a pesquisa em um notebook ou desktop tenderá a ser diferente do que a realizada em um smartphone ou tablet. Nos aparelhos móveis, a prioridade dos resultados estará relacionada à localização das empresas e do usuário.

“O Google Pigeon vai tornar as buscas por dispositivos mobile muito mais dinâmica. Os resultados vão se adaptar ao local em que estivermos”, avalia Eduardo Rathke, especialista em SEO da Clínica Marketing Digital. Para ele, restaurantes, salões de beleza, empresas de aluguel de automóveis, imobiliárias e pet shops estão entre os segmentos mais impactados com a atualização. “Mas, em geral, todo o ‘comércio de rua’ será afetado de alguma forma.”

Por enquanto o Google Pigeon está sendo aplicado apenas nos EUA, mas o algoritmo deve chegar ao Brasil em breve. Para transformá-lo em mais uma oportunidade e não ameaça para o seu posicionamento no Google, Rathke recomenda que as empresas adotem uma estratégia específica para o chamado “mobile search”.

Para melhorar o posicionamento nas buscas em dispositivos móveis, o especialista em SEO da Clínica Marketing Digital ressalta como aspectos fundamentais:

1. Desenvolvimento de site responsivo (que se adapta ao tamanho da tela do dispositivo em que está sendo acessado). “Mas não basta apenas mudar o formato, é necessário criar um novo site que priorize as informações de contato e localização”, afirma.

2. Tempo de carregamento ganha ainda mais importância no mobile devido às limitações de processamento dos celulares. Atenção ao tamanho de imagens e outros conteúdos que possam “pesar” no site.

3. Cadastramento nos serviços do Google relacionados à localização, como Google Maps e Google Places.

Tags: , , , ,

Categoria: SEO

Sobre Silvio Tanabe: Jornalista de formação, com pós-graduação em comunicação com o mercado pela ESPM. Foi repórter, editor de revistas técnicas e de negócios, assessor de imprensa, sócio de agência de comunicação empresarial e hoje é sócio da agência Clínica Marketing Digital (www.clinicamarketing8ps.com.br). Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Logística
    • Agência Especializada
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
e-completo
Vtex
Mailbiz
Viewit
Digital UP
LojaMestre
Braspag
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Akna
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Internet Innovation
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Trezo
Softvar
 

Comentário (1)

Trackback URL | Comentários RSS Feed

  1. Filipe Lemos disse:

    Em desktop, notebooks e Smartphone já é possível sentir os efeitos desse algorítimo nos resultados. Reparem que abaixo do navegador do Google em ferramenta de pesquisa o método já não é o mesmo e no celular seus resultados já são “automaticamente” referentes à sua localização atual.

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.