E-Mail Marketing é o canal digital mais indicado para se investir, diz estudo

Um estudo divulgado nesta segunda-feira (23/05) pela SeeWhy Software, e elaborado com base em 60.000 transações concluídas em diversos sites de e-commerce nos Estados Unidos, constatou que a principal fonte de tráfego ao carrinho de compras foi o e-mail marketing. Como pode ser notado no gráfico abaixo.

Mais de 50% dos acessos tem como origem uma campanha de e-mail marketing. As mídias sociais ficaram com apenas 4%.

Inside Banner Mandaê
Rakuten Expo 2017 – Inside
Loja Integrada – Inside

Quando se trata da conversão de visitas em compras, o e-mail marketing tem uma representatividade ainda maior, com 67%. As mídias sociais tem um percentual de apenas 2% neste quesito.

Estes números vão contra as análises que acreditam que o e-mail é uma forma decadente de marketing, enquanto que as mídias sociais representariam o que há de mais moderno. Isto não significa que as mídias sociais e outros canais digitais não são relevantes, mas que atualmente os gastos em tais meios são menos recompensados com vendas.

Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo.
  • Todos Fornecedores
  • Consultoria
  • Marketplace
  • Performance
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
E-Goi
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e Design
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
Trezo
E-Commerce Logística
Softvar
SoS Loja Virtual
World Pay
Tray
Socialrocket
Qwintry
Mandaê
E-completo
Braspag
Precode
Adena
Loja Integrada
 

11 COMENTÁRIOS

  1. Esse “estudo” é no mínimo viciado, uma vez que não mostra o budget aplicado nas diversas possibilidades de publicidade, sem contar que mesmo numa lista opt-in, 91% das pessoas clicam em se descadastrar, fora os spams, cuja taxa aumenta para 99,95%.

    É muita propaganda de uma coisa que não mostra a realidade da publicidade e do marketing digital. Aliás, este site poderia mudar de nome para: propaganda de e-mail marketing ponto com.

  2. Seria interessante saber esses números no Brasil, acredito que lá seja diferente daqui na questão do ecommerce e email marketing.

  3. Acho completamente equivocada a observação do Reinaldo Silva. É um absurdo falar que 91% das pessoas de uma base opt-in clicam em se descadastrar… Lamento mas você não deve conhecer nada de email marketing e deve rever os seus conceitos de marketing digital.

  4. Acho que quando se fala em 91% seria arrependido de se cadastrar em pelo menos uma empresa. Nao acredito que 91% dos usuários que se cadastraram para receber news de empresas queiram se tornar opt out de todas.

    Minha empresa desenvolveu o software que envia email marketing do Ponto Frio, Extra, Casas Bahia, E-Facil, Sacks, Leader, Marisa, Ricardo Eletro, Estadão, Casa & Video, etc e os números de usuário que optam pelo nao recebimento é ínfimo.

    • Então você é o spammer que envia spam da Ricardo Eletro, Ponto Frio, Estadão, Extra e e-facil, pois já recebi spam dessas empresas e não me cadasatrei em lugar nenhum. E todas as vezes eu ainda sou obrigado a clicar num “descadastrar”, mesmo não tendo feito cadastro em nenhuma lista opt-in.

  5. Existe e sempre vai existir a compra de mailing, é um absurdo a invasão das empresas. Mas também não concordo com esse número de rejeições de opt-in, quando se fala de números é preciso mostrar fonte.

  6. O email marketing ainda é uma ferramenta poderosa de captação de clientes, mesmo considerando taxa de descadastros, erros e emails jogados em caixa de spam.

  7. Procurem novas fontes, não acredite em tudo que se lê na internet. Entre no site da SeeWhy e veja a especialidade deles antes de tentar acreditar nos dados apresentados acima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here