E-mail marketing: o que muda para 2017?

| 20/04/2017 - 12:16 PM | Comentários (0)

Rever os resultados das ações realizadas durante todo o ano é certamente a melhor maneira de começar 2017 com as mais adequadas estratégias de marketing digital do mercado. Fazer planos e previsões com base no ano anterior é acertar o passo da maneira certa, até porque 2016 deixou grandes lições para quem trabalha com a internet.

O Brasil vive um momento de grande crescimento no marketing digital, com cada vez mais empresas encontrando o canal ideal para conquistar clientes potenciais e fechar negócios. São empresas de todos os portes que estão investindo nesse tipo de comunicação, por motivos diversos, desde os custos de investimento até a precisão nos resultados obtidos.

A urgência de se investir fortemente em mídias digitais acontece em especial pelo evidente crescimento do número de internautas no Brasil, e ainda mais pela rápida evolução de acessos por dispositivos móveis. O investimento no mercado on-line deve ser considerado obrigatório nas estratégias das empresas que pretendem sobreviver em 2017, inclusive como um meio de superar a atual crise econômica.

Tendências do e-mail marketing para 2017

Existem diversas suposições e teorias do que vai mudar em 2017 para quem trabalha com internet, mas uma delas é certa: o e-mail marketing será um grande aliado, se for usado da maneira correta.

O e-mail deve ser pensado e utilizado como uma estratégia de marketing de relacionamento, explorado com segmentação e assertividade. A partir de 2017, é preciso esquecer o e-mail marketing como veículo de comunicação de massa.

Personalizar e segmentar campanhas é o grande diferencial do marketing digital competitivo. Além disso, toda ação de e-mail marketing deve ser pensada para todos os tipos de acessos, portanto, deve ser responsiva.

Veja as principais tendências do e-mail marketing eficaz para 2017:

Conteúdo Relevante

O e-mail é de longe o melhor recurso de comunicação corporativo do mundo. Logo, o e-mail marketing continuará em forte ascensão em 2017, portanto, deverá ser respeitado e muito usado por aqueles que quiserem gerar leads e vendas.

O e-mail marketing, no entanto, precisa ter conteúdo relevante e atrativo para quem recebê-lo, afinal, o usuário continua com a opção de desativar o recebimento, com apenas um clique. É importante focar em conteúdos que cativem o leitor e esquecer as promoções invasivas.

Listas personalizadas

Enviar e-mail marketing deve ser um ato estratégico e responsável. De nada adiantará a utilização dessa ferramenta se o conteúdo for enviado para grandes listas, sem qualquer critério ou estudo de comportamento.

Criar listas de e-mail personalizadas com base em objetivos é o primeiro passo para o sucesso nos resultados de e-mail marketing. O behavior target é o grande segredo para conseguir a aproximação do usuário à marca e a segmentação pode começar, por exemplo, a partir da origem do lead. Uma condição já bastante explorada é a diferenciação da lista obtida com a landing page, com o e-book ou outro recurso.

A principal aposta para 2017 são os ciclos de e-mails interativos de acordo com o comportamento do lead no site. Por exemplo, se o usuário visitou a aba de um produto específico, receberá ofertas daquele produto, enquanto outro internauta que visitou as páginas institucionais, receberá e-mails que apresentarão melhor a marca.

A intenção é satisfazer de forma específica cada cliente potencial, visando à conversão. Assim, com foco na máxima personalização, serão alcançados o engajamento constante e o aumento de vendas.

Freqüência de envios

Toda ferramenta no marketing digital deve ser utilizada de forma estratégica e não abusiva. A regra vale também para o e-mail marketing, que precisa ser enviado com frequência moderada, respeitando o interesse do leitor.

A expectativa e o timing fazem parte das ações de e-mail marketing, uma vez que é necessário aumentar o interesse do lead pela marca. Portanto, vale experimentar enviar menos e-mails por mês ou semana e garantir a leitura do conteúdo de cada um, como também a conversão.

Ferramentas de automação

Utilizar plataformas específicas e softwares de automação passa a ser obrigatoriedade entre os empreendedores digitais em 2017. As estratégias que utilizam e-mails marketing automatizados poupam tempo de pessoas e empresas, além de ajudar na captação, nutrição e conversão de leads.

Agilidade e assertividade são palavras-chave em estratégias digitais, logo o e-mail marketing manual deve sair de cogitação. A automatização abre caminhos e possibilidades que as ferramentas manuais não são capazes de executar em tempo hábil, como a segmentação e conversão a partir do funil de vendas.

Os processos de automação de e-mail possibilitam entregar ainda conteúdos personalizados, de acordo com o comportamento e momento de jornada de compra do lead. Ressalta-se, contudo, que a personalização de conteúdo exige um trabalho constante de captação e tratamento de dados, a fim de que o software ou plataforma funcione ao máximo em favor de cada objetivo específico.

Como enviar um bom e-mail marketing

Há cinco tipos de campanhas de e-mail marketing que continuam infalíveis nos resultados, mesmo com as mudanças do mercado atual. São elas:

  • Compartilhamento de dicas úteis ou tutoriais para o seu lead, que de fato auxiliem a resolver algum problema;
  • Atualização sobre mudanças na marca, produtos ou serviços que sejam de interesse do seu público;
  • Oferta de desconto especial, para uma lista de e-mail específica;
  • Sugestão de leitura ou material que está sendo compartilhado em outro canal da marca, como um vídeo ou e-book;
  • Apresentação de novidades do mercado do seu público, mesmo que não seja o seu produto ou serviço.

Enviar e-mails consistentes, gerar valor da marca através de conteúdo relevante e estabelecer um marketing de relacionamento efetivo são apenas alguns do benefício do e-mail marketing bem pensado. Fazer bom uso dessa ferramenta é garantir bons resultados para sua empresa.

Sucesso!

Tags: , , , ,

Categoria: Tendências

Sobre Sandra Turchi: Bacharel em administração de empresas pela FEA-USP, pós-graduada pela FGV-SP, MBA pela Business School SP e Toronto University e cursou empreendedorismo na Babson de Boston. Executiva de marketing há mais de vinte anos nos setores de Varejo, Financeiro, Educacional e Serviços nas empresas Lojas Arapuã, Zogbi, Finasa-Bradesco, FGV-SP e Associação Comercial de SP e Boa Vista Serviços, onde foi Diretora de Marketing. Indicada como um dos professores de Marketing mais influentes nas mídias sociais pela revista SMMagazine. É palestrante sobre Marketing Digital e E-commerce. Coordenadora dos cursos “Estratégias de Marketing Digital” na ESPM desde 2008. Professora do MBA e Pós-MBA em Marketing Digital da FGV. Idealizadora do “Digital Strategies Summit”. É articulista de diversos veículos de comunicação, autora do blog www.sandraturchi.com.br e autora do Livro “Estratégias de Marketing Digital e E-commerce” a ser lançado pela Ed. Atlas no início de 2012. Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Logística
    • Agência Especializada
    • Redirecionamento de Encomendas
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
Vtex
Mailbiz
Viewit
LojaMestre
Braspag
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Akna
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
E-Commerce Logística
Trezo
Softvar
Qwintry
SoS Loja Virtual
 

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.