Entrevista sobre pagamentos online com Flávio Maciel – iPAGARE

O Flávio Maciel é graduado em Ciência da Computação/UFRGS e MBA em Marketing pela FGV/RS, é sócio-fundador e Diretor Comercial da IDEA Tecnologia, uma reconhecida e inovadora empresa de Porto Alegre.

Flávio também foi o responsável pela criação do serviço de gateway de pagamentos iPAGARE em 2005, e atualmente é diretor de vendas desta unidade de negócios.

Qual a diferença entre gateway de pagamento e intermediário de pagamento?

Flávio Maciel: Há muita confusão quanto aos dois tipos de sistemas, que possuem foco totalmente distintos.

O Intermediário de Pagamentos, algumas vezes chamado incorretamente de gateway, é o tipo mais conhecido. São exemplos: PagSeguro, Pagamento Digital, MOIP e o PayPal.

Estas soluções são focadas na cauda longa do e-commerce, ou seja, o mercado de pessoas físicas, micro e pequenas empresas. São grandes responsáveis pela democratização do e-commerce, pois são soluções que não requerem credenciamento com administradoras e dão garantias contra fraudes, sendo talvez a opção mais simples para quem quer começar a vender na internet sem correr risco algum.

No entanto, tanta comodidade gera problemas percebidos com mais facilidade por quem está crescendo no e-commerce. Muitos pensam que o principal problema do intermediário é suas taxas, mas poucos sabem que a maior reclamação é o alto índice de vendas perdidas, seja pelo processo de pagamento complicado ou por a venda ser negada pelo intermediário, o que se agrava com o crescimento do negócio.

Neste ponto que entra um Gateway de Pagamentos, cuja principal diferença está em não funcionar como um banco, mas processar o pagamento da loja virtual diretamente com a operadora, igual uma maquineta de cartão mas na versão virtual.

Desta derivam as demais diferenças: mais vendas aprovadas, pagamentos confirmados na hora, dinheiro direto na conta, telas de pagamento totalmente customizáveis, maior controle, atendimento melhor e taxas menores, entre outras.

Quais são os tipos de gateways existentes no mercado?

Flávio Maciel: Há gateways bastante técnicos, em geral de baixo custo, com atendimento e recursos limitados e que só desenvolvedores conseguem operar, e gateways focados em grandes operações de e-commerce, que buscam atender as complexas necessidades dos grandes varejistas do e-commerce.

Há também o iPAGARE, um gateway de pagamentos voltado para pequenas e médias empresas de e-commerce, seu principal mercado, e que ajuda empresas deste tipo a venderem mais pela internet com um produto fácil de usar tanto pelo pequeno e médio empresário quanto pelo desenvolvedor.

O iPAGARE oferece ferramentas extras como os módulos de Televendas, Cobrança Recorrente, Cofre e Compra com 1 Clique, e possui consultores que ajudam estabelecimentos a utilizarem seus recursos para implementarem, por exemplo, sistemas de compras coletivas.

Como evitar as fraudes e também que vendas legítimas sejam negadas?

Flávio Maciel: O e-commerce gera este medo da fraude que é uma das principais barreiras para empresas abrirem uma loja virtual.

No entanto, um bom investidor sabe que não há ganhos sem risco e qualquer investimento com risco zero dificilmente será atrativo.

Inside Banner Mandaê

O que quero dizer? Simplesmente que a fraude, que também ocorre no ambiente offline, é uma questão que deve ser conhecida e gerenciada por quem tem uma loja virtual.

Hoje, se um sistema lhe diz que você não terá fraudes, ou é mentira ou sem dúvida isto acontecerá pelo preço de vendas legítimas que serão negadas.

No e-commerce é necessário o equilíbrio entre a prevenção de fraudes e a aprovação de vendas para que os resultados não sejam prejudicados. Isto se chama Gestão de Risco.

Existem empresas no mercado especialistas que dão ao estabelecimento as ferramentas e o apoio necessário para venderem mais evitando fraudes. Uma delas, líder de mercado e utilizada pelo gateway de pagamentos iPAGARE, é a ClearSale. Utilizando uma ferramenta deste tipo, o estabelecimento pode optar por somente utilizar a ferramenta, por delegar as análises para a equipe da ClearSale ou até por obter a garantia da venda pela ClearSale.

Como simplificar o processo de pagamento para aumentar a conversão das vendas?

Flávio Maciel: Um processo de venda deve ser simples para que o consumidor conclua o processo de compra com facilidade, caso contrário ele desiste por não confiar ou não entender as etapas do processo.

Parte fundamental do processo de compra é o pagamento online. No nível de maturidade em que se encontra o e-commerce atualmente, janelas pop-up e telas de pagamento que desorientam o cliente já não são mais toleradas.

Quanto mais transparente for para o e-consumidor o fato de a empresa utilizar um sistema de pagamentos, melhor, pois mais seguro e menos distraído o cliente vai estar e a conclusão do pagamento tende a acontecer com naturalidade.

Por esta razão, é recomendável investir na usabilidade do site e optar por gateways de pagamentos, principalmente aqueles que forneçam maior facilidade e flexibilidade para os passos de pagamento.

Como funciona um gateway em relação às taxas cobradas e prazos de depósito?

Flávio Maciel: Gateways costumam cobrar uma taxa fixa bastante baixa por transação, independente do valor da venda.

As demais taxas cobradas e prazos para depósito são tratados diretamente com a operadora de cartão ou banco com o qual o estabelecimento firmou contrato para poder vender pela internet.

A título de referência, vendas a débito ou por boleto bancário são geralmente depositadas pelo banco em 1 dia útil, enquanto vendas por cartão de crédito são depositadas pela administradora por padrão em 30 dias, com opção de antecipação do depósito, a uma taxa média de 2,7%.

Como firmar acordos diretamente com operadoras e bancos?

Flávio Maciel: Cada operadora e banco possui convênios específicos para vendas pela internet.

Lojas virtuais que desejam vender com cartões de crédito devem contatar diretamente a operadora de cartão. O processo não é complicado e o gateway de pagamento iPAGARE, por exemplo, fornece o passo a passo e auxilia o estabelecimento a obter o convênio.

Dependendo da instituição, esta afiliação pode levar de 15 a 60 dias.

Fundado no ano de 2009, o E-Commerce News é um site projetado para profissionais de todas as áreas, interessados nos mais recentes conteúdos sobre o e-commerce no Brasil e no mundo.
  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Mídias Sociais
    • Plataforma de E-Commerce
  • Serviços
    • Escola Especializada
    • Logística
    • Agência Especializada
 
Moovin
EZ Commerce
Rakuten
Bling
Accesstage
Mailbiz
LojaMestre
E-Goi
Neoassist
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e Design
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
F1soluções
Enviou
Xtech Commerce
ComSchool
Brasil na Web
Nação Digital
Trezo
E-Commerce Logística
Softvar
SoS Loja Virtual
World Pay
Tray
Socialrocket
Qwintry
Mandaê
Jet Business
E-completo
Braspag
 

3 COMENTÁRIOS

  1. Até então achava que fosse tudo mesma coisa. Mas vejo que há muito diferença entre o gateway de pagamento e intermediário de pagamento.

  2. Ótima entrevista. De modo mais simplista, é como o Flávio Maciel disse: Gateway de pagamento é mais controlado, voltado à resolver alguns impasses, como a ilegalização de vendas legais, etc. O intermediário de pagamento me parece ser mais voltado à pessoas físicas, mas apesar da democratização do e-commerce, ele acarreta alguns entraves.

  3. Utilizo os serviços da Ipagare e realmente foi muito simples a parte de implantação uma vez que a minha plataforma já estava preparada para o Gateway. O atendimento é muito bom também… recomendo e parabéns pela entrevista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here