Os principais desafios do comércio eletrônico para pequenos e médios

| 23/08/2013 - 09:20 AM | Comentários (0)

planejamento-negocio

Com a internet cada vez mais acessível a toda a população, a inclusão social e o boom dos tablets e smartphones, hoje já são 102 milhões de brasileiros acessando a internet no País. Mas as pessoas não querem utilizar a internet apenas como fonte de informação ou entretenimento, querem resolver e encontrar de tudo da forma mais rápida e segura para terem suas necessidades atendidas em tempo real, e isso, claro, envolve – e muito – as compras!

Afinal, porque gastar um tempo que nem sempre está disponível para fazer compras em apenas um lugar quando na internet tudo pode ser encontrado com alguns cliques? Como resultado dessa facilidade, as vendas no comércio eletrônico vêm aumentando anualmente, com previsão de faturamento de R$ 28 bilhões este ano, gerando um tíquete médio de R$ 350 reais, atingindo mais de 50 milhões de consumidores, conforme dados divulgados pelo e-Bit.

Mas qual é o primeiro passo para construir uma loja virtual e fazer parte desse mercado suculento? Além das preocupações básicas, como criar um CNPJ e abrir uma empresa, é necessário, antes de qualquer coisa, amadurecer a ideia do negócio que você quer montar. O empreendedor brasileiro planeja pouco, tem uma ideia na segunda-feira e na terça-feira já está começando. Vamos com calma! Veja abaixo algumas dicas de planejamento e estrutura para começar com o pé direito:

  • Procure conversar com consultores especializados, com pessoas que já investiram em algo parecido, faça cursos, assista palestras, estude o assunto, faça pesquisas de mercado, até mesmo pela internet.
  • Faça uma lista com perguntas básicas para imaginar como será sua empresa: Qual a ideia? Quem é o cliente? Qual é o mercado? Quem são os concorrentes? Qual é o financeiro? Qual vai ser o marketing? Qual vai ser o diferencial? Qual é o plano? E aí sim, a partir daí, colocar tudo em ordem.
  • Se você tem cinco mil reais de investimento inicial, por exemplo, divida essa quantia por 12, porque você vai precisar de dinheiro ao longo do ano, e não somente no início, para investir em outros pontos e alavancar os negócios, como ferramentas de marketing, cursos, novidades, etc.
  • Crie uma marca que expresse visão e valores, que mostre o que ela faz a partir do nome e do logo, para acelerar o desenvolvimento e atrair mais clientes para o seu negócio.
  • Você pode começar com um estoque dentro da sua própria casa, desde que planeje a logística, como vai imprimir as etiquetas, calcular a quantidade de caixas, definir como serão as embalagens e escolher se vai utilizar transportadora, parceiro ou colocar no porta-malas e fazer a entrega pessoalmente.
  • Para o início é muito importante escolher uma plataforma e ERP com benefícios e valores que atendam às suas necessidades no momento. Mas como analisar isso? É essencial fazer uma boa pesquisa, consultar outros clientes que já utilizam essa plataforma para saber se estão satisfeitos, se o serviço disponibiliza suporte técnico e consultores, se dispõe de boas ferramentas de marketing e e-mail marketing embutidos na plataforma para facilitar o uso, quais as formas de pagamento que estarão disponíveis e se existem as opções de integração Mobile + Redes Sociais + Vídeos + TV + OmniChannel (a ideia de você ter uma loja virtual integrada com a loja física) + Marketplace. Para a escolha do ERP vale envolver todas as pessoas que vão utilizar antes de escolher o software que vai informatizar o trabalho que eles já fazem, para que também ajudem a escolher o que melhor se enquadra na realidade diária da equipe. Repita as pesquisas, consulte clientes, compare sistemas e avalie a tecnologia aplicada. E não se esqueça de checar a flexibilidade de manutenção! Então fique de olho: Algumas empresas vendem recursos e para adaptar para o seu modelo de negócio ou fazer alguma alteração, cobram a mais pelo serviço posteriormente.
  • Procure se diferenciar das grandes lojas oferecendo inicialmente produtos que só você vende ou personalizando o que já existe no mercado, já que os grandes magazines vendem apenas os ‘bestsellers’. Também é válido adicionar algo ao item, como um brinde, um curso gratuito ou vídeo relacionado ao produto.
  • Seja criativo para ganhar a atenção do cliente! Foco na foto e descrição dos produtos. As pessoas compram baseadas em emoção, então crie descrições que unam imagem e uma história cativante daquele produto sendo utilizado por pessoas, é isso que ajuda nas vendas. Outro diferencial é o atendimento.
  • As grandes lojas na realidade não atendem bem porque são operações logísticas. Os atendentes estão preparados para fornecer todas as informações relacionadas ao pedido e entrega e não sobre o produto em si. Tenha uma visão macro e conheça o perfil do seu cliente, procure entender suas necessidades, seus gostos e sua personalidade, para garantir que os produtos e conteúdo direcionados a ele sejam realmente interessantes e ele se torne um cliente fiel à sua marca.
  • Para atrair pessoas para a sua loja virtual, o melhor amigo nesse momento é o e-mail marketing. O desafio é enviar oito e-mails marketing por mês sem ser chato, com características legais e foco no conteúdo, público e oferta, para que ele seja encaminhado para outras pessoas que ainda não conhecem. Esse tipo de divulgação deve ser feita durante a semana, já que aos finais de semana as vendas no comércio online tendem a cair.
  • Não se torne dependente do Google para atrair o público, porque quando você para de investir em uma campanha de links patrocinados, as vendas também param! Use e abuse das redes sociais como ferramenta para interagir com todas as pessoas e não apenas promover os produtos.
  • Publique conteúdo de interesse geral do seu público-alvo no Facebook, responda a todos os comentários, utilize o Twitter para responder dúvidas em tempo real e publicamente, e assim por diante.
  • Permita que seus clientes escrevam resenhas sobre os produtos na sua loja virtual! As descrições que vemos hoje são robotizadas, produzidas por profissionais do marketing. Descrições escritas por compradores contam histórias reais e ajudam na credibilidade do produto. Outra ideia é criar uma campanha de incentivo, por exemplo, “seja o resenhista do mês”, para incentivar as pessoas a darem opinião sobre os produtos que adquiriram na sua loja.
  • Hoje 25% dos celulares vendidos no Brasil são smartphones. Pessoas não tiram os olhos das pequenas telinhas, carregam seus tablets para cima e para baixo, então, não deixe de investir em uma loja virtual mobile! Invista também no Youtube. Crie vídeos para os produtos, divulgue a sua marca, crie conteúdo e compartilhe nas redes sociais para atingir o maior público interessado possível.
  • Acompanhe as tendências de mercado e o calendário de varejo. Abuse dos banners e campanhas, pesquise as datas importantes e se inspire nelas para criar temas para seus e-mails marketing e campanhas, não deixe nada passar em branco!

Agora que você planejou, fez a diferença, atraiu os clientes para a sua loja e os fidelizou, o que falta? Tem que gerenciar! Existem várias ferramentas para ajudar no gerenciamento do sucesso da sua loja, lembrando que o Google Analytics é gratuito, mas tem que fazer um curso para manusear. A Rakuten disponibiliza cursos mensalmente para ajudar o varejista a entender os relatórios e dominar a ferramenta para utilizar no dia a dia. Além disso, através da Rakuten University o lojista que faz parte do Shopping Rakuten e sua equipe podem fazer cursos de marketing digital para e-commerce, fotografia, logística, gestão em atendimento ao consumidor online, entre outras opções para se especializar cada vez mais e se tornar um varejista de sucesso.

Vale lembrar que fazer parte de um marketplace é a melhor escolha para quem é pequeno e médio. Optar por um marketplace que dê todo o suporte de consultoria, plataforma, cursos e divulgação vai fazer toda a diferença para quem está dando o passo inicial nas vendas online!

Tags: , , , ,

Categoria: Cases

Sobre Ricardo Jordão: Ricardo Jordão é CMO da Rakuten Brasil. Ver mais artigos deste autor.

  • Todos Fornecedores
  • Plataformas
    • Gestão de Anúncios
    • Atendimento ao Cliente
    • E-Mail Marketing
    • Sistema de ERP
    • Pagamento Online
    • Plataforma de E-Commerce
    • Precificação Dinâmica
  • Serviços
    • Escola Espelicializada
    • Agência Especializada
 
Moovin
EZ Commerce
Jet
Rakuten
Bling
Accesstage
e-completo
Vtex
Mailbiz
Viewit
Digital UP
Softvar
LojaMestre
Braspag
Superpay
E-Goi
Neoassist
Tray
DLojavirtual
Dotstore
Ciashop
Seri.e
Akna
Web Jump
GhFly
E-Millennium
Bis2Bis
Bluefoot
ChannelAdvisor
F1soluções
Wiser
MasterPass
CustomerGauge
Tools E-commerce
Enviou
Sanders
BizCommerce
Internet Innovation
Signashop
Xtech Commerce
ComSchool
Thumb
Brasil na Web
Nação Digital
 

Comente esta Matéria




Para incluir uma imagem ao lado do seu comentário, registre-se em Gravatar.